visualizando 1216 posts encontrados com a categoria Comportamento

Não se esqueça de quem você era em 2009

Está rolando nas redes sociais a hashtag #10yearschallenge, ou #desafiodos10anos. A ideia, caso você não saiba do que se trata, é comparar a sua pessoa de dez anos atrás (lá em 2009) com quem você se tornou agora, em 2019. A ideia é••• Continue Lendo

Rasgue a sua lista de metas para 2019 e leia este post

Dá pra acreditar que acabamos de receber mais um ano? O tempo passa, deixando muitas memórias legais e momentos incríveis, mas também levando embora conceitos ultrapassados e machistas. Ei, não comece 2019 colocando um tantão de pressão sobre os seus ombros. Planeje sonhos••• Continue Lendo

Onde você mora?

Ocupar lugares físicos no espaço é a coisa mais fácil que existe, assim como perceber que já faz um tempo que você deixou de viver e virou parte da mobília do seu quarto, por pura conveniência. Enxergar no escuro é uma tarefa difícil,••• Continue Lendo

Carta ao meu avô

Já que não podemos tomar um café juntos e conversar, vou escrever. 

O seu olhar aflito entre uma crise de falta de ar e outra me dizia claramente: “estou cansado.” Um dia, esta frase saiu da sua boca em um tom suave e sereno••• Continue Lendo

O que New York guardou pra mim

De uma forma ou de outra, depois das piores tempestades e trovoadas, a vida sempre me manda de volta para New York. Sozinha. A cidade que nunca dorme despertou em mim uma faísca que tinha se apagado gradualmente e eu quis registrar esse••• Continue Lendo

O amor que me perdoe

O amor que me perdoe – ele, você e este sábado. É que o cansaço já me pegou de jeito faz tempo. Cerveja? Não tem. Cigarro? Não tem. Tempo? Acabou a bateria. Mas não se preocupe, já coloquei para carregar. Agora só tomo café sem••• Continue Lendo

Já fui mal-amada – este é o meu desabafo

Eu sei, isso soa forte.

(M-A-L A-M-A-D-A)

Mas os efeitos que esta expressão traz ao meu emocional são tão complexos que nem me olhando no espelho conseguiria explicar. Fui buscar nas minhas experiências de vida o que poderia significar.

Percebi que carregar o título de mal-amada••• Continue Lendo

Cobertura de coragem

Eu cresci – e meu paladar não evoluiu comigo. Aos 23 anos, ainda gosto da bala Mentos colorida, do Tic Tac de laranja e de refri ao invés de álcool: os amargos e ardidos nunca me satisfizeram. Duas décadas nas costas não foram suficientes para••• Continue Lendo

Despedida da adolescência

Despedidas são boas porque são simbólicas. Representam um marco, pontos de restauro – assim como num computador. Só que elas não funcionam como em uma máquina. Despedidas são aniversários sem anuidade.

Se precisasse me despedir da minha adolescência, escreveria uma carta:

Amigos, mudei. Escrevo para••• Continue Lendo