você está lendo Coisas que aprendi com o tempo

friends

Quando começaram a me chamar de mulher e não mais de menina eu me dei conta de que o tempo estava passando. As experiências que vivi durante os últimos 21 anos me ensinaram muita coisa e esse post é pra compartilhá-las com vocês.

1. Fique com quantos caras você quiser.

O que as pessoas pensam não importa tanto assim no final das contas.Passei minha adolescência inteira julgando as meninas da turma que gostavam de sair no final de semana e ficar com garotos desconhecidos. Lembro que eu me orgulhava em dizer que só havia beijado três ou quatro rapazes pelos quais fui perdidamente apaixonada. Como se o número de pessoas que você já se relacionou definisse o seu caráter. Isso definitivamente não é verdade. Esse discurso foi passado de geração em geração e nós precisamos parar de pensar assim. Não vale a pena julgar alguém que você não conhece direito se baseando apenas pelo número de vezes que ela já se interessou por alguém.

2. Culpe a pessoa certa

Quando você é traída, quem se torna o principal culpado? O seu namorado ou a garota com quem ele ficou? Essa é uma situação complicada, mas antes de fazer qualquer coisa você precisa reconhecer que dos envolvidos na história o único que tinha um compromisso com você é o seu namorado. Temos inconscientemente a mania de culpar mais a mulher. Isso precisa mudar!

3. Valorize sua mãe

Nos últimos meses várias amigas engravidaram e tiveram bebê. Acompanhar cada estágio da maternidade me fez admirar ainda mais minha mãe. Muita coisa aconteceu antes da primeira lembrança que tenho ao lado dela. Contrações, estrias, choro no meio da madrugada, pirraça no parque, etc. Minha mãe sempre foi minha melhor amiga. Reconheça que a sua mãe provavelmente também é sua melhor amiga.

4. Priorize seus sonhos

Em um determinado momento da minha vida tive que escolher entre um relacionamento e levar o meu maior sonho a sério. Eu tive que escolher porque não me deram outra opção, então decidi me mudar pra São Paulo e investir no Depois Dos Quinze. Foi a melhor coisa que fiz na vida. Nos filmes a personagem só tem o final feliz quando encontra a sua cara metade, mas a verdade é que nós já nascemos completos e o nosso final feliz não deve depender de mais ninguém.

5. Cuide do seu corpo

Vocês sabem muito bem que eu adoro decoração, mas nenhum outro lugar é tão minha casa quanto meu próprio corpo. O que eu quero dizer? Não adianta passar um tempão mudando os móveis de lugar e deixando o ambiente agradável se você não aceita e cuida de você. Aproveite o tempo livre pra encontrar algo que te faça movimentar e ao mesmo tempo sorrir. Vale corrida, cama elástica, boxe, natação ou passear com seu animal de estimação.

6. Nem toda mulher é igual

Cresci no meio de meninos e quando fui pro colégio pela primeira vez me dei conta de que eu não era exatamente igual as outras meninas da minha turma. Quero dizer, não gostava das mesmas coisas ou me vestia da mesma forma. Isso não é nem deve ser um problema. Não temos que usar sempre rosa, gostar de passar maquiagem ou chorar assistindo comédia romântica. O que temos diferente é justamente o que nos torna mais especial.

7. Busque sua independência

Antes de pensar em construir uma família priorizei a realização dos meus sonhos. Mudei pra São Paulo, consegui trabalhos incríveis, comprei meu apartamento, construi minha casa, viajei para vários países, etc. A ordem de como as coisas acontecem na nossa vida nem sempre é igual, mas é importante que levemos em consideração o que nós realmente queremos e não o que os outros querem para gente.

8. Xô, machismo!

Nasci e cresci em uma cidade pequena. No interior normalmente o machismo tem muita força, principalmente na geração dos nossos pais e avós. Um exercício importante para tornar o mundo melhor é falar abertamente sobre esse assunto em casa, na escola e na rua. Lá em casa, por exemplo, sempre briguei por coisas simples tipo: por que só eu tinha que fazer os trabalhos de casa e meu irmão apenas ficava olhando? Agora nós dois dividimos as tarefas.

A Carefree me convidou pra fazer esse post e falar um pouquinho mais sobre atitude feminina. A campanha da marca, como contei aqui, reuniu garotas de diferentes idades e propôs uma conversa bacana sobre como ser uma mulher mais confiante. Agora acabou de estrear a mini série Entre Amigas. Se você ainda não viu, corre lá.