autores

10 livros pra ler nas férias

livros-ferias-brunavieira

Nas férias muita gente viaja e quem fica em casa fica tem poucas opções pra usar o tempo livre, certo? Não sei vocês, mas eu amo assistir filmes, séries e colocar a leitura em dia nessa época do ano. Pensando nisso, montei um top 10 com livros incríveis pra vocês lerem antes das aulas começarem. Confira a listinha e contem nos comentários o que acharam ou qual título também deveria estar aqui.

“Branca dos Mortos e o Sete Zumbis” – Fábio Yabu – Editora Globo

O livro é uma versão beeem diferente do que sabemos sobre os famosos contos de fadas da nossa infância. Branca de Neve virou zumbi, a Cinderela não é nem um pouco inocente, João e Maria estão horrorizados na floresta, Rapunzel não está apenas presa na torre… Tudo muito tenso e sombrio. Li o livro nessas férias e só tenho há dizer que o autor brasileiro caprichou nessas novas versões desses clássicos. Comecem a ler logo que vocês vão amar o livro também!

“Outras Palavras Para o Amor” – Lorraine Zago Rosenthal – Editora Galera Record

A história se passa na década de 80 e mostra o mundo com medo da Aids. Enquanto isso a jovem Ari Mitchell tem outras preocupações. Ela é ofuscada por Summer, sua amiga rica e descolada e tem uma paixãozinha pelo cunhado. Sem contar que sua irmã também adolescente está grávida e seus pais estão pressionando ela ainda mais. Mas uma herança está prestes a mudar a vida de Ari. Com a morte de um tio, a sensível ganha um visto de entrada, mesmo a contragosto, para o mundo dos ricos e belos. E é ai que tudo muda. Nova aluna da Hollister Prep, ela precisa se adaptar a uma sofisticada realidade. Dividida entre o antigo e o novo, o primeiro amor e as expectativas da família, ela precisa encontrar seu próprio caminho. Um caminho que vai levá-la a uma viagem de autoconhecimento, dor e redenção. Uma prova de que a força para alcançar seus sonhos está dentro de cada um.

“Extraordinário” – R. J. Palacio – Editora Intríseca

August Pullman nasceu com uma síndrome genética cuja seqüela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade até o momento. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, August tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros. Narrado da perspectiva de August e também de seus familiares e amigos, com momentos comoventes e outros descontraídos, o livro consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos.

“Menino de Ouro” – Abigail Tartellin – Editora Globo

A história gira em torno de Max Walker, um menino perfeito com uma vida perfeita. Só ele guarda um grande segredo: Max é interssexual. O que isso significa? Quer dizer que garoto tem os órgãos sexuais de menino e menina. Isso mesmo! Como se não bastasse essa situação complicada, ele tem não pode deixar seu segredo vazar para a imprensa, pois seus pais trabalham e grandes cargos públicos. Emocionante, o livro é daqueles que te deixam sem o fôlego, te faz pensar e que você leva para toda a vida.

“Eva” – Anna Carey – Editora Galera Record

O livro é o primeiro de uma trilogia já lançada nos Estados Unidos e se passa em uma época onde um vírus mortal dizimou grande parte da população. Homens e mulheres seguem segregados. Os meninos são mandados para campos de trabalho forçado. As meninas, para escolas onde aprendem uma profissão chave na reconstrução mundial. Mas as aparências enganam. E Eva está prestes a descobrir que a verdade pode ser muito mais terrível do que o vírus que varreu seu país. Está prestes a descobrir que seu futuro pode ser mais parecido com a da primeira mulher a levar seu nome e que nada é como parece.

“Quem é você, Alasca?” – John Green – Editora Martins Fontes

De longe esse é um dos meus livros preferidos do John Green, o novo queridinho do mundo literário. A história gira em torno de Miles Halter, um adolescente apaixonado por célebres últimas palavras que, cansado de sua vida pacata e sem graça em casa, vai estudar num colégio. Muita coisa o aguarda no novo colégio, inclusive Alasca Young, uma garota inteligente, espirituosa, problemática e extremamente sensual, que o levará para o seu labirinto e transformará toda a sua vida.

“Sem Plumas” – Woody Allen – Editora L&PM

Não sei vocês, mas sou apaixonado por tudo o que o consagrado e premiado Woody Allen faz. No livro, que traz 18 textos de formatos variados (peças, ensaios e contos), Woody vai fazer vocês darem bastante gargalhadas, conseqüência de seu humor irônico e, às vezes, absurdo. Sexo, família, universidade, o que estamos fazendo aqui, qual o papel do artista no mundo e outras neuroses humanas são alguns dos temas dos textos.

“Desventuras em Série” – Lemony Snicket – Editora Companhia das Letras

A série narra às aventuras de três irmãos que levam uma vida nada fácil. São eles os órfãos Violet, Klaus e Sunny Baudelaire. A trajetória dos irmãos é tão cheia de tragédias que acaba ficando impossível não sentir pena do trio e também rir do humor sarcástico dos livros. A série é composta de treze livros (mas não se assustem, eles são bem finos e dá pra ler vários em apenas um dia) e em 2004 uma adaptação para o cinema dos três primeiros livros da saga foi lançado, trazendo Jim Carey em um dos papéis.

“O Grande Gatsby” – F. Scott Fitzgerald – Editora LeYa

Obra-prima de Scott Fitzgeraldvé o romance americano definitivo sobre os anos prósperos e loucos que sucederam a Primeira Guerra Mundial. O texto de Fitzgerald é original e grandioso ao narrar à história de amor de Jay Gatsby e Daisy. Ela, uma bela jovem de Lousville e ele, um oficial da marinha no início de carreira. Apesar da grande paixão, Daisy se casa com o insensível, mas extremamente rico, Tom Buchanan. Com o fim da guerra, Gatsby se dedica cegamente a enriquecer para reconquistar Daisy. Já milionário, ele compra uma mansão vizinha à de sua amada em Long Island, promove grandes festas e aguarda, certo de que ela vai aparecer. A história é contada por um espectador que não participa propriamente do que acontece – Nick Carraway. Nick aluga uma casinha modesta ao lado da mansão do Gatsby, observa e expõe os fatos sem compreender bem aquele mundo de extravagância, riqueza e tragédia iminente.

“A Graça da Coisa” – Martha Medeiros – Editora L&PM

Tenho que confessar: sou apaixonado pelos textos da incrível Martha Medeiros. Sempre to procurando textos dela na internet e comprando algum dos seus livros. Em “A Graça da Coisa”, Martha fala sobre o amor, o cinema, os relacionamentos, as relações familiares, entre muitos outros temas. São oitenta contos e crônicas pra se apaixonar ainda mais pela autora.

46 comentários

Wishlist Literária de julho

livros-pra-ler

01. “Sou Toda Errada” de Tammy Luciano (comprar)

Jovem, linda e rica, Mila tem orgulho da sua vida fácil e faz questão de aproveitá-la ao máximo. Entre festas, namoros e voltas no shopping, seu estilo de vida é igual ao de qualquer patricinha da zona sul – até que conhece Neco, e com ele, o amor. Os dois vivem uma paixão conturbada, um namoro marcado por loucuras, brigas e ciúme doentio. Mas quando ela menos espera, sua alma gêmea diz adeus, dando fim à relação. Pela primeira vez, Mila se vê sozinha, sufocada pelas memórias do namoro. Faculdade, amigos e cartões de crédito já não lhe trazem mais alegria, nem expulsam por um segundo o ex da sua mente. Agora, Mila é obrigada a encarar o vazio da própria existência fútil. Transtornada, ela se entrega num ritmo alucinante a festas, ao álcool e ao sexo inconsequente, tentando aliviar a dor. Obcecada pelo ex, se envolve numa espiral de confusões, mentiras e manipulações, tudo para obrigá-lo a voltar. Será que ela vai conseguir?

02. “O Novo Mundo de Muriel” de Liliane Prata (comprar)

Muriel é uma garota de 16 anos que, um dia, quando vai ao banheiro, acaba num outro mundo: as aldeias de Landim. Landim é um mundo bem diferente, regido por leis distintas e inexplicáveis. A reação de Muriel vai mudando ao longo dos anos, refletindo sobre a convivência com diferentes culturas e sobre o mundo. Paralelamente a isso, há a busca pelas respostas do porquê de ela estar lá e a tentativa de ela voltar para casa. Qual seria de fato o novo mundo de Muriel? E quais seriam os reais limites entre realidade e fantasia?

03. Eu Receberia as Piores Notícias dos seus Lindos Lábios de Marçal Aquino (comprar)

No momento em que narra os fatos de “Eu Receberia as Piores Notícias dos Seus Lindos Lábios”, o fotógrafo Cauby está convalescendo de um trauma numa pensão barata, numa cidade do Pará que algum tempo antes fora palco de uma corrida do ouro. Sua voz é impregnada da experiência de quem aprendeu todas as regras de sobrevivência no submundo – mas não é do ambiente hostil ao seu redor que ele está falando. O motivo de sua descida ao inferno é Lavínia, a misteriosa e sedutora mulher de Ernani, um pastor evangélico. A trajetória do fotógrafo, dado a premonições e a um humor desencantado, vai sendo explicada por meio de pistas: a história de Chang, morto num escândalo de pedofilia; o mistério de Viktor Laurence, jornalista local que prepara uma vingança silenciosa; a vida de Ernani, que no passado tirou Lavínia das ruas e das drogas. Mesmo diante de todos os riscos, Cauby decide cumprir seu destino com o fatalismo dos personagens trágicos. “Nunca acreditei no diabo”, diz ele, “apenas em pessoas seduzidas pelo mal.”
04. “Quem e Você, Alasca?” de John Green (comprar)

Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras — e está cansado de sua vidinha segura e sem graça em casa. Vai para uma nova escola à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o “Grande Talvez”. Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young. Inteligente, engraçada, problemática e extremamente sensual, Alasca levará Miles para o seu labirinto e o catapultará em direção ao Grande Talvez. Quem é você, Alasca? narra de forma brilhante o impacto indelével que uma vida pode ter sobre outra. Este livro incrível marca a chegada de John Green como uma voz importante na ficção contemporânea.

05. “Dentes guardados” de Daniel Galera

A começar pelo título, tirado de Hilda Hilst, Dentes guardados estabelece diálogos com a tradição literária, mas cada uma das 14 histórias é atravessada por referências ao cotidiano de jovens intelectualizados e saudavelmente insatisfeitos com a vida. Isso se manifesta, é claro, em situações, mas principalmente no bom ouvido de Galera para registrar o coloquial sem descuidar da forma. Seus personagens são facilmente reconhecíveis, mas não decalcam a vida: são, por tudo isso, solidamente literários. Em seus melhores momentos, Dentes guardados retoma, sem redundância, os conflitos da masculinidade na ressaca do ‘liberou geral’. Já que pode tudo, o que realmente se quer?”

06. ”Extremamente Alto & Incrivelmente Perto” de Jonathan Safran (comprar)

Nunca é possível reconhecer o último momento de felicidade que antecede uma tragédia. Seja ela o ataque às torres do World Trade Center, seja o cruel bombardeio aliado sobre Dresden, que arrasou a cidade e a população civil da histórica cidade alemã na Segunda Guerra Mundial. Portanto, dificilmente há tempo de verbalizar o amor que se sente pelas pessoas próximas que, por um golpe do destino, tornam-se distantes. Esta constatação e os dois acontecimentos históricos guiam “Extremamente Alto & Incrivelmente Perto”.

07. “Alta Fidelidade” de Nick Hornby (comprar)

Uma história sobre monogamia, relações amorosas, solidão e sensibilidade masculina, temperada por música pop, ironia e bom humor. Assim é o romance de estréia de Nick Hornby, Alta fidelidade. Em Londres, após ser abandonado por Laura Lydon, sua última namorada, Rob Fleming, dono de uma loja semifalida de discos de vinil, faz um balanço das cinco piores separações da sua vida: Alison, Penny, Jackie, Charlie e Sarah. Laura, uma advogada bem-sucedida e atraente, ficou fora da lista por não ter provocado muito sofrimento; além disso, ela o trocou por Ian, um vizinho que ouvia discos horríveis. Rob busca consolo com os balconistas de sua loja, Bary e Dick, com quem mantém conversas tipicamente masculinas sobre outras listas, dos melhores filmes – entre eles Cães de aluguel – aos melhores episódios do seriado Cheers, passando, naturalmente, pelas melhores músicas. Rob tenta sair com – uma cantora americana, Marie, mas o caso não dá certo. Ele volta a encontrar Laura e decide reconquistá-la. No meio do processo, no entanto, começa a fazer uma reflexão sobre a vida aos 35 anos, as lições que ela traz e todos os compromissos e desilusões que ela implica. Narrado na primeira pessoa por Rob – um alter-ego de Nick? – Alta fidelidade é um romance de geração. Por trás do auto-retrato de um perdedor, surge uma análise fascinante da desorientação afetiva deste final de milênio, da busca pela felicidade – e pela fidelidade – a qualquer preço.

08. ”Monstros Invisíveis” de Chuck Palahniuk de (comprar)

Shannon é uma modelo que parece ter tudo na vida: beleza, fama, um namorado e uma amiga leal. Mas quando um inesperado acidente de viação a deixa desfigurada e incapaz de falar, ela deixa de ser o centro das atenções para passar a ser o monstro invisível, de cuja existência ninguém quer saber. Ninguém… a não ser Brandy Alexander, um transsexual a um passo de se tornar uma verdadeira mulher. Brandy oferece-lhe, então, a oportunidade de encontrar um novo destino, apagando o passado. Depois de sequestrarem Manus, o namorado de Shannon, as duas fazem-se à estrada numa viagem alucinante e desenfreada. Tudo para que Shannon se possa vingar de Evie, a sua ex-melhor amiga que não hesitou em seduzir Manus. Em Monstros Invisíveis, Palahniuk sacode e agita, uma vez mais, a nossa consciência apresentando um relato hilariante e imprevisível.

09. “Só Garotos” de Patti Smith (comprar)

Crescida numa família modesta de Nova Jersey, Patti trabalhou em uma fábrica e entregou seu primeiro filho para adoção, antes de se mandar para Nova York, com vinte anos, um livro de Rimbaud na mala e nada no bolso. Era o final dos anos 1960, e Patti teve de se virar como pôde: morou nas ruas de Manhattan, dividiu comida com um mendigo, trabalhou e dormiu em livrarias e até roubou os colegas de trabalho, enquanto conhecia boa parte dos aspirantes a artistas que partilhavam a atmosfera contestadora do famoso “verão do amor”. Foi então que conheceu o rapaz de cachos bastos que seria sua primeira grande paixão: o futuro fotógrafo Robert Mapplethorpe, para quem Patti prometeu escrever este livro, antes que ele morresse de AIDS, em 1989.

ps: valeu pelas indicações, Ari!

46 comentários

Wishlist Literária

wishlist-literaria

01.  O Lado Bom da Vida  de Matthew Quick (comprar[25% OFF]

Pat Peoples, um ex-professor de história na casa dos 30 anos, acaba de sair de uma instituição psiquiátrica. Convencido de que passou apenas alguns meses naquele “lugar ruim”, Pat não se lembra do que o fez ir para lá. O que sabe é que Nikki, sua esposa, quis que ficassem um “tempo separados”. Tentando recompor o quebra-cabeças de sua memória, agora repleta de lapsos, ele ainda precisa enfrentar uma realidade que não parece muito promissora. Com seu pai se recusando a falar com ele, sua esposa negando-se a aceitar revê-lo e seus amigos evitando comentar o que aconteceu antes de sua internação, Pat, agora um viciado em exercícios físicos, está determinado a reorganizar as coisas e reconquistar sua mulher, porque acredita em finais felizes e no lado bom da vida. À medida que seu passado aos poucos ressurge em sua memória, Pat começa a entender que “é melhor ser gentil que ter razão” e faz dessa convicção sua meta. Tendo a seu lado o excêntrico (mas competente) psiquiatra Dr. Patel e Tiffany, a irmã viúva de seu melhor amigo, Pat descobrirá que nem todos os finais são felizes, mas que sempre vale a pena tentar mais uma vez. Um livro comovente sobre um homem que acredita na felicidade, no amor e na esperança.

02. Garota Exemplar de  Gillian Flynn (onde comprar[20% OFF]

Uma das mais aclamadas escritoras de suspense da atualidade, Gillian Flynn apresenta um relato perturbador sobre um casamento em crise. Com 4 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo – o maior sucesso editorial do ano, atrás apenas da Trilogia Cinquenta tons de cinza –, “Garota Exemplar” alia humor perspicaz a uma narrativa eletrizante. O resultado é uma atmosfera de dúvidas que faz o leitor mudar de opinião a cada capítulo. Na manhã de seu quinto aniversário de casamento, Amy, a linda e inteligente esposa de Nick Dunne, desaparece de sua casa às margens do Rio Mississippi. Aparentemente trata-se de um crime violento, e passagens do diário de Amy revelam uma garota perfeccionista que seria capaz de levar qualquer um ao limite. Pressionado pela polícia e pela opinião pública – e também pelos ferozmente amorosos pais de Amy –, Nick desfia uma série interminável de mentiras, meias verdades e comportamentos inapropriados. Sim, ele parece estranhamente evasivo, e sem dúvida amargo, mas seria um assassino? Com sua irmã gêmea Margo a seu lado, Nick afirma inocência. O problema é: se não foi Nick, onde está Amy? E por que todas as pistas apontam para ele?

03. Outros Escritos de  Clarice Lispector (onde comprar)

“Outros Escritos” agrupa todas as ‘clarices’ dispersas e fragmentadas, e observar uma unidade conectando-as umas às outras. Cada escrito de Clarice parece marcado pelo mesmo olhar sensível, singular e feroz da mulher e criadora que, tantas vezes sozinha, caminhou à frente de seu tempo.

04. Daytripper de Fabio Moon e Gabriel Bá (comprar)

Quais são os dias mais importantes da sua vida? Conheça Brás de Oliva Domingos. Milagroso filho de um mundialmente famoso escritor brasileiro, Brás passa os dias escrevendo obituários e as noites sonhando em se tornar um autor de sucesso – ele escreve o fim da história de outras pessoas enquanto a sua própria mal começou. Mas, no dia que sua vida começar, ele será capaz de perceber? Ela começará aos 21, quando ele conhece a garota dos seus sonhos? Ou aos 11, quando dá seu primeiro beijo? É mais adiante na vida quando seu primeiro filho nasce? Ou antes, quando pode ter encontrado sua voz como escritor? Cada dia na vida de Brás é como a página de um livro. Cada um deles revela as pessoas e coisas que o fizeram ser quem é: sua mãe e seu pai, seu filho e seu melhor amigo, seu primeiro amor e o amor de sua vida. E, como em todas as grandes histórias, seu dia tem uma reviravolta que ele nunca antecipou… Em “Daytripper”, os ganhadores dos Prêmios Eisner e Jabuti Fábio Moon e Gabriel Bá contam uma história mágica, misteriosa e tocante sobre a vida – uma jornada lírica que usa os momentos silenciosos para fazer as grandes perguntas.

05. Diálogos Impossíveis de Luis Fernando Verissimo (comprar)

Drácula e Batman discutem no asilo. Robespierre tenta subornar o carrasco. Goya e Picasso conversam sob o sol da Côte d’Azur. Juvenal planeja matar a mulher, Marinei, que o despreza. A recém-casada Heleninha pede conselhos ao urso de pelúcia. Qual um existencialista dotado de senso de humor, Verissimo persegue em suas crônicas o absurdo que marca a existência humana – salvo engano, a única que se preocupa com o seu propósito, o seu término e se alguém está falando demais na hora do pôquer. Em nenhum momento essa maldição se torna mais evidente do que na hora em que o homem abre a boca. Então, o que era para comunicar acaba é “estrumbicando”. Nas crônicas reunidas neste volume, Luis Fernando Verissimo escreve sobre impossibilidade, incomunicabilidade e mal-entendidos. Escreve, enfim, sobre a vida.

06. A Menina Superdotada de Fabricio Carpinejar (comprar)

Cínthya era linda e inteligente. Nem seus pais poderiam explicar a fluência no inglês e seus conhecimentos em mecânica. Cínthya não se cansava de surpreender colegas, professora, amigos e familiares. E ela se achava uma garota como as outras. Um dia, porém, Cínthya percebeu que não era tão querida… Suas colegas torciam o nariz, a professora se incomodava. De repente entendeu: era discriminada por não errar. Cínthya começou a sofrer por ser diferente… Seu maior sonho: ser chamada para ir ao quadro-negro, receber aplausos pelo acerto, palavras de entusiasmo por estar aprendendo coisas novas. Saber tudo e não ter dificuldade de aprendizagem antes era um prazer. Agora, um castigo…

07. Zumbis X Unicórnios de Holly Black e Justine Larbalestier (comprar[25% OFF]

Nesta antologia, editada por Holly Black e Justine Larbalestier, diversos contos apresentam fortes argumentos a favor de Zumbis de um lado e de Unicórnios de outro. Os argumentos, que incluem tanto pontos negativos e positivos de cada lado, são expostos por renomados autores, entre eles Cassandra Clare, Meg Cabot e Scott Westerfeld, que deixam clara sua preferência por um time ou outro.

08. Noah Foge de Casa de John Boyne (comprar)

Em seu primeiro livro infanto-juvenil desde o enorme sucesso de “O menino do pijama listrado”, John Boyne deixa a fábula histórica e o ambiente dos campos de concentração da Segunda Guerra Mundial e mergulha em um mundo em que cachorros e burros falam, portas andam e laranjas se espremem sozinhas. Noah tem oito anos e acha que a maneira mais fácil de lidar com seus problemas e não pensar neles. Quando se vê cara a cara com uma situação muito maior do que ele próprio, o menino simplesmente foge de casa, aventurando-se sozinho pela floresta desconhecida. Logo, Noah chega a uma loja mágica de brinquedos, com um dono bastante peculiar. Ele tem uma história para contar, uma história cheia de aventuras que termina com uma promessa quebrada, uma história que vai levar o fabricante de brinquedos a pensar sobre o seu passado e Noah a pensar sobre aquilo que deixou para trás.

09. Antes do Baile Verde de Lygia Fagundes Telles (comprar)

Uma jovem se prepara para ir a um baile carnavalesco onde as fantasias devem ser todas verdes. Enquanto ela se maquia para o baile, colocando lantejoulas no saiote verde que cobre o biquíni, seu pai agoniza no quarto ao lado. Esse ambiente teatral e angustiante do conto “Antes do Baile Verde” dá a tônica do livro homônimo.

Por qual deles começaremos?

35 comentários