Foto: Ayo Ogunseinde on Unsplash

Foto: Ayo Ogunseinde on Unsplash

Decidiu começar a fazer exercícios em casa? Oba! A gente sabe que os motivos que levaram a esta decisão podem envolver grana curta para pagar uma aula fora (ou estar sem disponibilidade de tempo), falta de afinidade com esportes tipo corrida e caminhada, entre outros. O importante é se mexer de alguma forma, né? :D Só que, antes de começar a buscar por opções do que você pode fazer na sua casinha, trouxemos algumas dicas:

  • 1. Existem várias possibilidades: TESTE todas por um tempinho 

Você pode usar aplicativos (temos um post aqui com alguns muito bons), comprar um equipamento – como bicicleta ergométrica ou mini stepper -, seguir vídeos (lá no nosso grupo do DDQ no Facebook recomendaram muito a Bloguilates!) ou comprar programas de exercícios específicos (tipo o Power Hiit, da Carol Borba). Cada opção tem os seus prós e contras e, para saber a que se adapta melhor ao seu estilo de vida, só na prática mesmo.

Por isso, comece com uma fase de testes. Baixe um app e tente fazer o mínimo de tempo possível para ver se rola – sim, não precisa ir até o fim, apenas cinco minutinhos ou algo do tipo. Avalie: deu certo? Conseguiu fazer os exercícios e se manteve animada? Depois, em outro dia, siga um vídeo de Youtube: a disposição foi mais alta ou mais baixa do que com o app? Conseguiu copiar tudo? Se achou que falta um incentivo a mais, como um programa prático e que siga um calendário numa sequência específica, talvez o melhor para você seja comprar o plano de vídeos online de algum personal. Por isso, faça o teste antes de apostar em uma dessas opções de vez. Após decidir, aí sim você pode montar um cronograma e se planejar para começar.

pular-corda

  • 2. Fique bastante atenta com impactos e jeitos certos de fazer o exercício

Como não haverá nenhum instrutor te ajudando, todo cuidado é pouco. Lembre-se sempre de se alongar antes e depois, isso é importantíssimo. Nos exercícios que envolverem pulinhos ou algo assim, por favor, não se esqueça de calçar os tênis! Quando for agachar, lembre-se de que seus joelhos jamais podem ir pra frente da marcação dos seus pés e tome muito cuidado com a sua postura durante o treino: se puder fazê-los em frente a um espelho para ficar se vigiando, sucesso. Uma boa sugestão é, na hora de procurar por exercícios no YouTube, colocar a palavra “sem impacto” junto. Melhor prevenir!

  • 3. Investir em acessórios pode, sim, ser uma boa

A ideia é gastar o mínimo possível de grana, mas, depois de duas ou três semanas de exercícios, você pode aperfeiçoar essa vida fitness dentro de casa, sim! Alguns acessórios legais são: um colchonete, elásticos (que ajudam muito a fazer exercícios com as pernas e custam por volta de R$ 30) e, talvez, halteres (dá para usar sacos de feijão, mas se sobrar uma graninha, por que não?).

exercicios

  • 4. Qual é o segredo da motivação para continuar?

Vai ter dia que dará preguiça. Vai ter dia que você não terá vontade de fazer nada. A gente sabe bem disso! Então é bom se vigiar com um calendário – não tem jeito, você vai marcando os “x” ali e aos poucos vira rotina. Tenha comprometimento consigo mesma e não desista: aos poucos, quando os resultados começarem a chegar, vai ficar ainda melhor continuar – como se fosse algo natural do seu dia a dia, acredite! Ter inspirações no Instagram e em outras esferas da vida também é muito bom, mas a inspiração antes de tudo tem que vir de você e de onde você deseja chegar. Outra ideia é criar um grupo com pessoas que também se interessem por exercitar-se em casa e compartilhar com elas, como num diário, como foi o exercício do dia, como você se sentiu, etc.

Não se esqueça de consultar um médico para saber se você está apta para fazer o tipo de exercício escolhido e fique atenta: caso haja falta de ar, tontura ou qualquer sintoma esquisito, você deve parar, tá? Com tudo ok, vale fazer uma playlist caprichada para ouvir enquanto faz seus exercícios. Siga em frente! You go, girl. \o/

posts favoritos
novidades

Uma e meia: conheça o Instagram que faz um projeto sensacional com cores

Mayana Nobre e Marianna Sarmanho são duas designers que, trabalhando com social media, tiveram uma ideia muito original e maravilhosa: criaram um perfil para desenvolver seu amor por conteúdo de um jeito bem criativo. Estamos falando do Uma e Meia, um Insta que••• Continue Lendo

Quatro pequenos hábitos que você pode começar a ter hoje mesmo

O assunto é bem-estar! Às vezes, a gente nem presta muita atenção aos nossos hábitos diários – por se tratar de coisas que fazemos no dia a dia, a nossa rotina sempre acaba se estabelecendo de um jeito ou de outro e vamos seguindo••• Continue Lendo

As minhas tardes ensolaradas com ela

Poucos momentos em nossas vidas são marcantes a ponto de uma breve memória trazer um sorriso aos nossos lábios. Mas, com ela, as minhas memórias parecem ser infinitas.

Eu tinha R$ 7,50 no bolso – e era o suficiente, pelos menos para aquela tarde.••• Continue Lendo

Loja de terça: conhecendo a papelaria fofa Paper Source, em Santa Monica

Preparem-se para muitas fotos fofinhas! E o mérito não é nosso por ter tirado as fotos, mas sim da loja sobre a qual vamos falar hoje. Pertinho da casa da Bru – coisa de vinte minutos – há uma loja chamada Paper Source.••• Continue Lendo

O livro “Feminismo em Comum” e as reflexões de Marcia Tiburi sobre o movimento

Escrito pela filósofa Marcia Tiburi, o livro “Feminismo em Comum: Para Todas, Todes e Todos” nos interessou de cara. Quase tudo o que sabemos e aprendemos sobre o movimento feminista veio quase inteiramente da internet ou de livros que tratavam disso, mas que••• Continue Lendo

O que estes looks básicos de uma fashionista da Austrália nos ensinam?

Uma grande questão para quem ama looks básicos, mas não gosta de vestir sempre as mesmas composições: como sair do óbvio sem trair o próprio estilo? É bem aí que a Naarah Rose vem te ajudar! Descobrimos o Instagram da fashionista australiana e••• Continue Lendo

Passeando por Santa Monica: vamos para o Píer?

O Píer de Santa Monica já tem uma história e tanto com este blog: a Bru foi até lá pela primeira vez com um grupo de amigas (a Fê estava também!), voltou quando fez intercâmbio com a CI, depois passou por ali com••• Continue Lendo

Um grupo para chamar de “nós”

Estava saindo com um pessoal que não tinha muito a ver comigo.

Sempre me considerei o tipo de pessoa que se acha eclética para tudo, que diz gostar tanto de cinema quanto de conversa de bar, que vai a shows, mas também curte baladas… Aquela••• Continue Lendo

Vai fazer uma compra? Pense nestes tópicos antes

Oie! Tudo bem por aí? A gente já quer adiantar que este post é um exercício não só para você, que está lendo do outro lado da telinha, mas também para nós, que estamos escrevendo-o. Quando o assunto é consumismo, podemos falar algo••• Continue Lendo