Receita: bolo ombré de morango

bolo-degrade-rosa

Esse bolo é especial para fechar com chave de ouro o mês do meu aniversário. O bolo ombré tem uma aparência linda, que com certeza vai fazer o maior sucesso em qualquer festa. Mas nem só de aparência vive um bom doce, e esse delicioso bolo é recheado com geléia de morango e creme de manteiga com merengue suíço. Esse é pra cair de boca e festejar como se não houvesse amanhã!

Muitos beijos e até semana que vem com mais uma deliciosa receita que vocês pedirem!

Por:
Categorias:
Tags:
19+ comentários

Envie uma foto do seu quarto + inspire-se

topo

Já que vocês adoram ler sobre decoração no Depois Dos Quinze e os posts são sempre muito comentados, resolvemos criar um espaço especialmente pra vocês aqui no blog: uma galeria pra reunir os quartos mais legais dos leitores. Como faz pra participar? É só postar uma foto no instagram com a hashtag #olhameuquartobru. As ideias mais criativas e as melhores fotos vão aparecer num post especial por aqui semana que vem. Pra te ajudar a deixar seu cantinho bem bonito separei algumas ideias legais do Pinterest.

inspiração-pinterest-3 inspiração-pinterest-5 inspiração-pinterest-2 inspiração-pinterest-1 inspiração-pinterest-4

Ficarei por aqui acompanhando as fotos de vocês. Tô curiosa!

28+ comentários

Se eu sobreviver a esse ano + votação

bruna-vieira-san-diego

Não vou mentir pra vocês: esse ano tem sido uma verdadeira montanha-russa na minha vida. Eu jamais imaginei que tanta coisa importante e decisiva aconteceria num intervalo de tempo tão curto. Isso não é uma reclamação, muito pelo contrário, sinto que preciso compartilhar esse sentimento exatamente como eu fazia quando era mais nova e tinha um diário cheiroso com páginas coloridas. Colocar o que sentimos no papel no final das contas é o melhor jeito de descobrirmos quem realmente somos e o que queremos. Nem sempre sobra coragem pra fazer isso. Decidi que hoje seria um daqueles dias em que eu não me julgarei tanto ou me importaria tanto com a opinião das pessoas. Elas não pagam minha conta (diretamente) afinal.

2014 tem me ensinado muitas coisas. Na base da pancada e do carinho. Penso que tudo isso pode ser um teste, sabe? Daqueles que nos mostram o que realmente conseguimos aguentar e se realmente merecemos as coisas boas que estão por vir. Alguns dias desse ano foram terríveis pra mim. Eu só conseguia chorar, olhar pra cima e perguntar porque diabos eu fui a escolhida pra lidar com tanta coisa. Eu não me sentia boa o suficiente. Não sabia se conseguiria enfrentar todos os pequenos obstáculos que a vida que eu sonhei me obrigava a pular. Droga. Eu me sentia tão sozinha mesmo rodeada por pessoas que me amavam e repetiam o tempo todo que eu era incrível. As responsabilidades e os prazos não me deixavam fazer nada além de pensar num monte de besteiras que só me deixavam mais paranóica. Minha vida pessoal tava uma bagunça e eu tinha medo de arrumar. Não queria pedir ajuda porque é uma droga mostrar o quanto somos sensíveis. Gosto de ser durona. De fazer piada com o que dói até parar de doer ou ao menos surgir algo pior. É um jeito de encarar as coisas também, né? Mas uma hora a vida cobra.

Tenho pra mim que não vale a pena compartilhar desgosto. Pelo menos não quando o ciclo não terminou e nós não temos algo de bom pra falar a respeito. De notícia ruim e lamentação o mundo tá cheio, então minha meta era passar uma mensagem boa mesmo quando tudo tava uma droga. Até entender porque tava uma droga. Fui me dando conta que a cada coisa ruim, surgia uma nova possibilidade para outras três boas se tornarem realidade. Bastava não se prender ao pior pensamento – é bonitinho escrito assim, simples, mas colocar em prática é tão duro. Como é gostoso pensar naquele antigo trauma só pra saber se ainda nos assombra. Buscar notícias daquela pessoa só pra saber se ela ainda mexe com a gente. Ler os comentários de uma galera que só conhece 10% de quem somos e acha que sabe exatamente o que deveríamos fazer da nossa vida.

Respira. Conta até dez. Abre o rascunho e escreve um novo post.

Pois bem, cá estou eu então pra falar sobre uma coisa boa. Nem sei se ainda tenho o direito de pedir algo já que vocês tem sido tão incríveis comigo, mas vou compartilhar a notícia e deixar o convite pra quem estiver afim de ajudar. Estamos concorrendo em três categorias diferentes no Capricho Awards 2014: melhor blog, melhor capa de revista e melhor livro. Sei que tô na disputa com uma galera incrível que eu também adoro, mas seria maravilhoso terminar 2014 com mais essas conquistas. Prometo que se eu sobreviver a esse ano muito louco trabalharei duro pra merecer tanto carinho e admiração. Vocês vivem dizendo que eu ajudo muito com os meus textos e vídeos, mas na verdade é vocês que me salvam da solidão e me fazem entender um montão de coisas da minha vida. Obrigada por terem mudado tudo e me ajudado a realizar tantos sonhos. Amo vocês!

42+ comentários

Bate-papo com Camila Cabello da girlband Fifth Harmony

fifth-harmony-entrevista

Amo compartilhar boas músicas nas playlists semanais aqui do blog (escute todas), mas o post musical dessa semana é especial e diferente porque conversamos com uma das integrantes da girlband Fifth Harmony. Sim! Elas estão chegando no Brasil para o Z Festival 2014 e nós conseguimos uma entrevista exclusiva por telefone com a Camila Cabello (@camilacabello97).

Como o tempo era bem curtinho e o meu inglês não é lá essas coisas, chamei minha querida amiga e repórter (mais fofa do mundo) Fe Meirelles pra ajudar nessa tarefa tão especial. Queria fugir um pouco das perguntas tradicionais então fui para as redes sociais perguntar o que vocês mais queriam saber. Aproveitei pra colocar aquela perguntinha do “De Volta Aos Sonhos” e claro, pedir pra ela falar um pouco sobre blogs e escrita. Espero que vocês gostem e fiquem ainda mais empolgados para os shows!

Oi, Camila!

Oi! Como você está?

Estou ótima! É tão legal falar com você, muito obrigada por isso!

Imagina, Fernanda! Eu que agradeço por você falar comigo! Nós vamos nos conhecer quando formos ao Brasil?

Ai, eu queria tanto! Mas não, estou em Londres!

Ah, poxa vida, agora eu fiquei triste. (risos)

(risos) Eu queria muito! Bom, estamos conversando para o blog Depois dos Quinze, e a dona do blog é uma garota incrível, superdoce, estão é muito legal ter uma entrevista sua lá.

Isso é demais. Obrigada mesmo por estar falando comigo!

Vamos lá. Vocês estão indo para o Brasil! Isso é incrível. Nós estamos bem animados com a ideia de ter vocês por lá. O que te deixa mais animada sobre essa viagem?

É muito legal porque nós temos uma relação super íntima com os nossos fãs brasileiros. Eu acho que a parte mais empolgada da nossa base de fãs provavelmente vem do Brasil! Eu estou muito animada com isso de poder conhecê-los pessoalmente e se eles já são tão ativos tipo, no Twitter, fico imaginando como vai ser apresentar um show inteiro com eles ali. Incrível. Além disso, eu sempre fui fascinada pela cultura do Brasil. Então vai ser demais poder experimentar as comidas de vocês e estar cercada por pessoas de lá.

Que bom que vocês estão preparadas para os fãs que mais gritam no mundo todo. (risos) As harmonizers brasileiras pediram para perguntar se você conhece alguma palavra em português!

Sim! Eu sei falar “brigadeiro”.

Perfeito! Você já experimentou?

Não! Vai ser a primeira vez e estou bem ansiosa.

Você vai amar. É a melhor coisa do mundo.

Já ouvi falar mesmo que é uma delícia! E também sei falar “carnaval”. Eu vou a um em algum momento da minha vida! Parece ser uma festa muito divertida e colorida.

Tem que ir mesmo! Bom, acho que posso dizer que você é uma garota que gosta de internet, certo?

Com certeza! (risos)

E blogs? Você lê sempre? Tem algum preferido?

Sim! Eu tenho um blog, né! O nome dele é Wake Me Up e está no Tumblr. Eu também tenho outro, mas desse ninguém sabe ou tem o link, ele é um espaço que funciona como um diário pra mim.

Que legal isso. E você tem blogs favoritos?

Eu tenho alguns, mas não me lembro os nomes porque são complicados. (risos) São todos no Tumblr. Às vezes têm três vogais repetidas, sabe? Mas gosto de vários!

O que você mais gosta de ler ou assistir em um blog?

Eu gosto muito de ler frases e trechos de livros, poemas… Poesia e coisas do tipo! Ou quando as pessoas falam sobre lições que elas aprenderam e dão conselhos. Coisas assim. Amo quem escreve bem no Tumblr e em blogs em geral!

E sobre o que você mais gosta de escrever?

Normalmente eu vou para duas direções diferentes. Gosto de escrever cartas para as pessoas, tipo quando estou brava com alguém ou triste… Ou mesmo se estou feliz. Quer dizer, se estou alegre eu na verdade mandaria a tal carta, enfim. (risos) Se estou brava com alguém, normalmente eu vou e escrevo uma carta para essa pessoa e não envio. É só um jeito de me expressar e conseguir extravasar o que estou sentindo. Ou posso escrever sobre algo que aprendi, sobre mim mesma – e deixo guardado para servir de referência depois. Eu escrevo sobre amor, também escrevo músicas…

Você já pensou em escrever um livro algum dia? Tem esse sonho?

Ai meu Deus! Eu estava falando disso esses dias! (risos) Eu disse para a minha mãe que eu adoraria. Sim, eu quero muito. Meu tipo favorito de escrita é aquele super pessoal e, ainda mais por eu ser uma adolescente, com tudo ao meu redor mudando tão rápido, acho que seria demais escrever tanto para mim mesma quanto para outras pessoas. Eu gosto de compartilhar os meus pensamentos com os outros.

Você acha que escreveria um romance ou primeiro seriam textos pessoais, mesmo?

Primeiro os pessoais. Um romance viria depois!

Bom, sobre o álbum de vocês, “Reflection”. Você conseguiria definir o álbum em três palavras?

Atrevido, poderoso e dançante. Atrevido e poderoso porque nós falamos muito sobre garotas e sobre mulheres poderosas. E dançante porque, bom, nós estamos em uma fase em que dançamos muito mais, então as músicas vão ter bastante ritmo, dá pra dançar em quase todas.

E por que esse nome, Reflection?

Porque é uma das nossas músicas favoritas no álbum e também porque é algo que vai refletir o quanto nós crescemos ao longo do último ano, tanto como grupo quanto individualmente. Vai refletir muito nossos pensamentos, nosso humor e nós mesmas. É isso!

Já está pronto?

Estamos nos ajustes finais. O prazo final é semana que vem, então as músicas tem que estar totalmente prontas logo.

Como é que você normalmente reage quando escuta uma música pronta pela primeira vez? Porque eu lembro de ter visto um vídeo, provavelmente um Vine, de vocês ouvindo “Miss Moving On” no rádio pela primeira vez quase morrendo de tanta empolgação!

Sim! Nossa, foi bem louco. Aquela era a nossa primeira musica ever, então foi meio surreal! Mas, sério, sempre que ouvimos uma música nossa no rádio nós surtamos! Bom, quanto às músicas novas, nós ficamos animadas quando as ouvimos pela primeira vez, mas, quando estou no estúdio escutando, normalmente eu fico mais quieta, ouvindo com atenção para ter certeza de que tudo ali ficou perfeito. Aí, quando escuto pela segunda vez, consigo aproveitar de verdade. Deu para entender? (risos)

Deu sim! Suas fãs brasileiras pediram para perguntar o que alguém precisa ter ou fazer para ser sua amiga. Qual é o tipo de pessoa que você gosta de ter por perto?

É muito importante para mim que meus amigos sejam do bem e também bons com os outros. De verdade mesmo, tipo gente que é legal com as pessoas sem esperar nada em troca ou se beneficiar daquilo. Além disso, alguém que seja leal, confiável e que valorize a nossa amizade. E também me valorize como pessoa! E que seja divertido e legal. Não que eu precise aprender com aquela pessoa sempre, mas alguém que traga à tona o que você tem de bom.

Agora sobre os seus ídolos! Qual é a celebridade que você mais admira e quem é o famoso mais hot?

Ui! Bom, eu gosto muito do Ed Sheeran. Ele é um compositor maravilhoso e parece ser um cara pé no chão. E alguém bem gato… Nossa, tem muitos! (risos) Mas vou dizer Andrew Garfield. Ele é lindo!

Sim! E ele e a Emma Stone formam o casal mais fofo de todos.

Eu também acho! Eu amo os dois demais! E ela, nossa… A Emma Stone e a Emma Watson são atualmente as minhas “girl crushes” (risos).

Pergunta divertida agora: imagine que você está na sua formatura. Você precisa escolher duas músicas para tocar lá. Duas que ame muito! Uma é do Fifth Harmony e a outra é a música da sua vida. Quais você escolheria?

Do Fifth Harmony eu escolheria “Reflection”. E a outra seria alguma música do John Mayer! Provavelmente “Slow Dancing in a Burning Room”, eu amo essa música.

A Bruna, a dona do blog, escreveu um livro que está indo superbem no Brasil, é sobre uma garota que volta no tempo e tenta mudar algumas coisas. Se tivesse a mesma chance, você consegue pensar em algum momento, alguma ação, qualquer coisa que você gostaria de ter feito diferente?

Hm… Acho que não, sabia? Tudo pelo que já passei, até as coisas que fiz errado, que não gosto de ter feito, sinto que tudo me fez aprender, me fez crescer. Mesmo que determinado momento tenha sido difícil, eu sei que sem ele eu não seria quem sou hoje.

Ok. Vamos mudar um pouco então: você consegue pensar em um momento da vida para o qual você gostaria de voltar e viver de novo? Tipo, poder passar por ele mais uma vez?

Ah, sim! Nossa, eu voltaria no tempo para quando eu conheci os garotos do One Direction. (risos) Foi um momento bem legal.

E eu estou com inveja! Haha. Camila, vocês são uma banda super girlpower. Por que isso é importante para vocês?

Acho que nós todas somos garotas e é muito importante ter orgulho de ser mulher. Além disso, queremos encorajar as outras mulheres a fazer o que elas amam e também mostrar que elas podem fazer o que quiserem. (telefone dela toca) Ops, desculpa, era o meu alarme, eu estava tirando um cochilho! (risos) Então, é muito importante pra gente incentivar uma garota a ser a melhor versão dela mesma.

Demais. Outra pergunta de fã: o que a Camila de hoje diria para a Camila com 14 anos se tivesse chance?

Ui. Boa pergunta! Eu diria: “se prepara!” (risos) Ou algo tipo: “Você está fazendo um bom trabalho. E vai viver uma vida maravilhosa!”

Mandou bem! Hora de falar sobre moda. Qual é a tendência do momento que você está amando mais?

Tem uma tendência que acho que nunca vai sair de moda, os laços. Eu amo! E, bom, o outono está começando aqui, então vou poder usar mais mangas compridas e golas altas, que eu adoro.

Me conta qual é o item que você mais ama no seu closet.

Meus laços!

Sobre make: você tem uma cor favorita de batom?

Eu não uso muito batom, não fica muito bem em mim! Gosto mais de lip balms.

Qual é a melhor parte ser uma integrante da sua banda e estar com aquelas quatro garotas?

Para mim, a melhor parte é poder viver de música, fazer disso a parte central da minha vida. É legal demais. E também fazer as pessoas sorrirem, atingir um monte de gente diferente e conseguir inspirá-las de um jeito ou de outro. E sobre as meninas, elas já me ensinaram tanto! É muito bom poder estar por perto de gente diferente de mim, porque eu consigo aprender sobre elas, a cultura delas, as coisas em que elas acreditam… E nós nos importamos muito umas com as outras.

Você já se acostumou a ser famosa? É muito difícil?

Às vezes é, sim, especialmente porque as coisas mudam rápido demais. Pode ser meio difícil de lidar de vez em quando. Além disso, também não fico com a minha família o quanto gostaria. E acho que nem dá para se acostumar, sabe? Porque, quando isso acontece, tudo muda de novo! Eu nem quero também, porque aí deixaria de ser empolgante. Eu não quero me acostumar a ouvir gritos das pessoas ou a ver alguém chorando de emoção por minha causa. Não mesmo! Isso deixaria tudo chato e sem graça.

Você acha mais fácil se relacionar com um cara do mesmo meio, também famoso, ou não, acha mais difícil?

Na verdade, você gosta de quem tiver que gostar. Se o cara for do mesmo meio ou não, você não tem muito controle sobre quem se apaixona. Mas acho que fica mais fácil, sim, porque ele vai entender tudo aquilo de agenda e falta de tempo e dá para conversar sobre isso também, porque ele provavelmente já vai ter passado pelas mesmas coisas.

Muito obrigada, Camila! Foi muito legal mesmo conversar com você. Eu tenho acompanhando a banda desde o comecinho e eu gosto muito de vocês!

Ah, muito obrigada! Eu espero que a gente possa se conhecer um dia. E espero que você esteja se divertindo muito em Londres!

Última coisa: quer dizer algo para as meninas que vão ao show… e para as que não vão também?

Sim: só quero dizer muito obrigada por nos apoiarem tanto e também queria dizer que vocês são lindas do jeito que são!

Ah, acabou! :( Será que só eu fiquei com vontade de ser amiga da Camila ao ler essa entrevista? Irei ao Z festival em São Paulo e farei de tudo pra conseguir um vídeo/áudio/foto delas pra vocês, tá? Ah, e se todo mundo gostar desse tipo de post com bate-papo podemos combinar de fazer sempre com os famosos que estão pra vir se apresentar no Brasil. A Fe Meirelles já disse que pode me ajudar sempre com o inglês/entrevista. Yay!

Datas e locais dos shows

Brasília: 11 de outubro, no NET Live Brasília
São Paulo: 12 de outubro, no Espaço das Américas
Ingressos à venda pelo site www.livepass.com.br.

Austin Mahone e Fifth Harmony também se apresentam no Rio de Janeiro, no dia 10 de outubro, mas fora do festival. Os ingressos para este show estão sendo vendidos pelo site www.ingressorapido.com.br.

20+ comentários