Você buscou: intercâmbio

Entre amigas: “Quero fazer intercâmbio, mas tenho medo de perder meu namorado!”

intercambio-terminar-namoro

Fernanda, 16 anos, Porto Alegre/RS – Oi! Espero que meu e-mail seja escolhido a tempo. Estou prestes a viver o melhor e o pior momento da minha vida. Melhor porque finalmente vou realizar um grande sonho que é fazer intercâmbio, pior porque ficarei um ano inteiro longe do menino que eu amo.

Olá, Fe! Faz tempo que essa tag não é atualizada, mas quando você enviou esse e-mail me dei conta de que seria legal ativá-la de novo. Obrigada por confiar em mim e compartilhar isso com todo mundo que acompanha o Depois Dos Quinze. Sua história me lembrou muito a da Fani do livro Fazendo Meu Filme, sabia? Você deveria colocá-lo na sua wishlist literária. A série é ótima e mostra que algumas coisas acontecem por um motivo especial.

Nós já conversamos um milhão de vezes sobre isso e decidimos que continuaremos juntos, mas eu não sei como as coisas vão acontecer. Todo mundo diz que é melhor eu terminar e aproveitar o ano sem nada que nada me prenda aqui.

Quando a vida nos faz escolher entre um amor e um sonho é sinal de que muita coisa vai mudar em breve. Isso é assustador, eu sei, mas também é lindo. Posso te dar muitos motivos pra ir e também muitos para ficar, mas a verdade é o peso de cada um deles só você sabe. 

Ele vai entrar na faculdade ano que vem. Vai conhecer um monte de garotas novas, ir em festas, etc. Eu queria muito estar por perto. Ao mesmo tempo não posso desistir porque troquei minha festa de 15 anos pra viajar.

Bom, ele vai entrar na faculdade se você estiver no Brasil ou na Inglaterra. Pelo que entendi vocês não são do mesmo ano, então de qualquer forma não vão ficar na mesma sala ou universidade. Se a sua insegurança for por ele conhecer outras garotas, isso vai acontecer de qualquer jeito. Não adianta querer que o cara que a gente ama não conheça ninguém. Ele precisa sim conhecer o mundo e continuar com a certeza de que você é a garota que ele escolheu pra ficar junto. O mesmo vale pra você. Sei que vocês se gostam e tal, mas fazer um intercâmbio é uma experiência simplesmente inesquecível. Tenho certeza que você voltará muito mais interessante e cheia de coisas legais para compartilhar com ele. 

Era para eu estar feliz, mas meu coração dói toda vez que eu olho no calendário e vejo que já não faltam tantos meses pro ano acabar. Será que mais alguém já passou por isso? Bruna, pelo amor de Deus, o que você faria no meu lugar?

Eu viajaria, e digo mais, criaria um blog só para compartilhar os melhores momentos do intercâmbio com o boy. Sim, uma versão moderna das famosas cartas de amor. Um blog onde você vai detalhar os melhores momentos desse ano fora do país. Ao escrever, imagine estar contando a história pessoalmente olhando nos olhos dele. Ah, e se ele quiser, também pode postar lá e contar como está sendo a vida de universitário no Brasil. Que tal? Tenho certeza que isso vai unir os dois durante os 12 meses do ano que está por vir. Espero que funcione. Boa sorte, felicidades e se você resolver embarcar, boa viagem! :)

56 comentários

Vlog: Intercâmbio em San Diego (parte 2)

intercambio-em-san-diego

Minha segunda semana morando em San Diego foi cheia de passeios e aventuras (leia o diário de viagem completo aqui). Fomos pra Pacific Beach, Torrey Pines e ainda andamos de bicicleta na orla de Coronado. Dizem que a região possui uma das praias mais bonitas dos Estados Unidos e no vídeo dá pra perceber que isso é realmente verdade. Principalmente por conta do pôr-do-sol maravilhoso e do clima sempre agradável

Como vocês pediram bastante lá no instagram, nesse vlog falei um pouquinho mais sobre como é ficar com uma host family e ainda mostrei o quarto fofo onde dormi. Pra assistir é só apertar o play:

Gostou? Inscreva-se no canal do blog e veja mais vídeos.

17 comentários

Vídeo: comprinhas no intercâmbio + sorteio

COMPRAS-No-intercambio

O vídeo mais esperado do intercâmbio já tá no ar (e quem se inscreveu no canal viu primeiro). Aproveitei que nos Estados Unidos tudo costuma ser bem mais barato para comprar algumas coisas que eu queria há a tempos e também dar uma olhada nas promoções que estavam rolando nas principais lojas das cidades que visitei.

Para agradecer o carinho de todo mundo que acompanhou e curtiu os posts da viagem, decidi fazer um sorteio especial. Assista o vídeo e descubra quais são os itens e como participar:

RESULTADO:

vencedora-concurso

O resultado será divulgado no final do mês que vem. Lembrando que a única regra é você ser um dos inscritos do /canaldepoisdosquinze. Boa sorte pra todo mundo!

196 comentários

Intercâmbio: host family, curso e lugares favoritos

san-diego-street

Hoje é oficialmente o meu último dia em San Diego. Estive tão ocupada nas últimas duas semanas que nem me dei conta do quão rápido o tempo passou.  Já estamos no meio do mês o que significa que é hora de seguir em frente e partir para o nosso próximo destino: Los Angeles. Antes de fechar as malas com o cadeado, quero compartilhar com vocês um pouquinho dessa experiência incrível que foi morar com uma host family e estudar em uma escola de inglês fora do país.

A HOST FAMILY

Confesso que fiquei um pouco apreensiva com essa história de morar na casa de um desconhecido. É que o meu inglês não é tão bom assim e a ideia de estar num lugar onde ninguém entende minha língua, sozinha, me dava um pouquinho de medo. Não é a casa da minha tia onde eu ligo pra minha mãe e ela pode me buscar. Não é um bairro distante que eu posso pedir um táxi e voltar em alguns minutos. É outro país e uma cultura diferente.

Ao contrário dos hotéis, quando você decide morar com uma host family, coisas realmente inesperadas podem acontecer. Essa é a parte legal porque você tem que se adaptar de alguma forma. Tentar viver a vida de maneiras diferentes é o melhor jeito de descobrir quem somos e o que realmente queremos. Quero dizer, fazer intercâmbio é uma oportunidade incrível para conhecer o mundo, óbvio, mas mais do que isso, é uma experiência que te ensina a olhar pra dentro. Questionar todos os seus valores, metas, sonhos e principalmente os problemas do cotidiano.

host-mom

a-casa

Duas semanas não é tanto tempo assim, mas foi o suficiente para que eu me sentisse em casa. Kwan e sua família, os filhos Travis (17) e Mckenna (20), foram bastante receptivos e pacientes. Apesar de não ter um vocabulário tão bom, conseguimos conversar sobre diversos assuntos. Acho que aprendi mais inglês nesses momentos do que na classe.

A casa deles fica a duas quadras do ponto de ônibus que eu pegava pra ir ao colégio (número 2). O bairro é bem tranquilo, o que na volta pra casa pode ser assustador. No Brasil eu jamais andaria sozinha em uma rua tão deserta, mas aqui, pelo que disseram, é absolutamente normal.

Minha rotina era basicamente essa: acordar por volta das 6h pra atualizar o blog e responder e-mail, pegar o ônibus 8h, assistir as 4h de aulas, encontrar o grupo no shopping 1h30, passar a tarde fazendo alguma atividade proposta pela escola (zoo, praia, games, cinema, etc), voltar pra casa no ônibus das 17h, jantar com a família por volta das 19h e cuidar das redes sociais + blog + emails + youtube até a hora de dormir.

Fiquei sozinha em um quarto bem fofo, mas havia outra garota intercambista na casa. Sandra, da Suécia, mora por lá há três meses e estudava na mesma escola que eu. Nem sempre acordávamos no mesmo horário, por isso eu costumava pegar o ônibus sozinha. O que não era um problema porque não há nada melhor do que escutar minhas músicas preferidas no fone e ficar observando a paisagem linda da Califórnia.

O CURSO

Graças ao problema na conexão, todo o grupo perdeu dois dias de aula. Perdi mais dois porque precisei resolver algumas coisas relacionadas ao novo livro. São seis horas de diferença pro Brasil e eu não tinha internet no celular, então trabalhei de casa usufruindo do maravilhoso wifi.

A escola é bem organizada e as turmas pequenas. Isso facilita bastante na hora de aprender e tirar dúvidas. Na classe que fiquei a maioria dos alunos era brasileiro, o que na minha opinião, apesar de todo mundo só falar inglês, não é tão legal. Gosto de conhecer e conversar com pessoas que vivem em lugares diferentes do mundo. Não ter outra opção quando não souber uma palavra no meio da conversa. Até hoje tenho contato com meus amigos italianos do outro intercâmbio. Essa é a melhor parte.

Notei que no final das duas semanas meu inglês estava bem melhor. Não que eu tenha aprendido tanto assim, mas é que eu fui perdendo o medo de tentar. Todo mundo ta ali pra aprender, certo?

LUGARES FAVORITOS 

Durante os últimos dias conheci vários lugares lindos. Publiquei fotos de todos eles no instagram, mas alguns me impressionaram de um jeitinho especial. A vista do ponto mais alto de San Diego no Mt Soledad Veterans Memorial, a lojinha do Museum of Photographic Arts, o San Diego Zoo, o shopping Fashion Valley e por último, o Corvette Diner e o passeio de bicicleta em Coronado.

memorial-sandiego

pedras

orange-sky-califa

bicicleta-conorado

meia-sandiego

bikeewww

praia-brunavieira

bikeee

agua

san-diego-camera

cell

onibus

lojas-da-disney

san-diego01

folhaaa

bamboa-park

SANDIEGO-intercambio01

praiasss

Espero que vocês tenham gostado de acompanhar o intercâmbio. Ainda temos mais um vlog e algumas fotos pra publicar, então fiquem de olho aqui e lá no instagram.

51 comentários