10 livros pra ler nas férias

06 de janeiro de 2014
você está lendo 10 livros pra ler nas férias

livros-ferias-brunavieira

Nas férias muita gente viaja e quem fica em casa fica tem poucas opções pra usar o tempo livre, certo? Não sei vocês, mas eu amo assistir filmes, séries e colocar a leitura em dia nessa época do ano. Pensando nisso, montei um top 10 com livros incríveis pra vocês lerem antes das aulas começarem. Confira a listinha e contem nos comentários o que acharam ou qual título também deveria estar aqui.

“Branca dos Mortos e o Sete Zumbis” – Fábio Yabu – Editora Globo

O livro é uma versão beeem diferente do que sabemos sobre os famosos contos de fadas da nossa infância. Branca de Neve virou zumbi, a Cinderela não é nem um pouco inocente, João e Maria estão horrorizados na floresta, Rapunzel não está apenas presa na torre… Tudo muito tenso e sombrio. Li o livro nessas férias e só tenho há dizer que o autor brasileiro caprichou nessas novas versões desses clássicos. Comecem a ler logo que vocês vão amar o livro também!

“Outras Palavras Para o Amor” – Lorraine Zago Rosenthal – Editora Galera Record

A história se passa na década de 80 e mostra o mundo com medo da Aids. Enquanto isso a jovem Ari Mitchell tem outras preocupações. Ela é ofuscada por Summer, sua amiga rica e descolada e tem uma paixãozinha pelo cunhado. Sem contar que sua irmã também adolescente está grávida e seus pais estão pressionando ela ainda mais. Mas uma herança está prestes a mudar a vida de Ari. Com a morte de um tio, a sensível ganha um visto de entrada, mesmo a contragosto, para o mundo dos ricos e belos. E é ai que tudo muda. Nova aluna da Hollister Prep, ela precisa se adaptar a uma sofisticada realidade. Dividida entre o antigo e o novo, o primeiro amor e as expectativas da família, ela precisa encontrar seu próprio caminho. Um caminho que vai levá-la a uma viagem de autoconhecimento, dor e redenção. Uma prova de que a força para alcançar seus sonhos está dentro de cada um.

“Extraordinário” – R. J. Palacio – Editora Intríseca

August Pullman nasceu com uma síndrome genética cuja seqüela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade até o momento. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, August tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros. Narrado da perspectiva de August e também de seus familiares e amigos, com momentos comoventes e outros descontraídos, o livro consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos.

“Menino de Ouro” – Abigail Tartellin – Editora Globo

A história gira em torno de Max Walker, um menino perfeito com uma vida perfeita. Só ele guarda um grande segredo: Max é interssexual. O que isso significa? Quer dizer que garoto tem os órgãos sexuais de menino e menina. Isso mesmo! Como se não bastasse essa situação complicada, ele tem não pode deixar seu segredo vazar para a imprensa, pois seus pais trabalham e grandes cargos públicos. Emocionante, o livro é daqueles que te deixam sem o fôlego, te faz pensar e que você leva para toda a vida.

“Eva” – Anna Carey – Editora Galera Record

O livro é o primeiro de uma trilogia já lançada nos Estados Unidos e se passa em uma época onde um vírus mortal dizimou grande parte da população. Homens e mulheres seguem segregados. Os meninos são mandados para campos de trabalho forçado. As meninas, para escolas onde aprendem uma profissão chave na reconstrução mundial. Mas as aparências enganam. E Eva está prestes a descobrir que a verdade pode ser muito mais terrível do que o vírus que varreu seu país. Está prestes a descobrir que seu futuro pode ser mais parecido com a da primeira mulher a levar seu nome e que nada é como parece.

“Quem é você, Alasca?” – John Green – Editora Martins Fontes

De longe esse é um dos meus livros preferidos do John Green, o novo queridinho do mundo literário. A história gira em torno de Miles Halter, um adolescente apaixonado por célebres últimas palavras que, cansado de sua vida pacata e sem graça em casa, vai estudar num colégio. Muita coisa o aguarda no novo colégio, inclusive Alasca Young, uma garota inteligente, espirituosa, problemática e extremamente sensual, que o levará para o seu labirinto e transformará toda a sua vida.

“Sem Plumas” – Woody Allen – Editora L&PM

Não sei vocês, mas sou apaixonado por tudo o que o consagrado e premiado Woody Allen faz. No livro, que traz 18 textos de formatos variados (peças, ensaios e contos), Woody vai fazer vocês darem bastante gargalhadas, conseqüência de seu humor irônico e, às vezes, absurdo. Sexo, família, universidade, o que estamos fazendo aqui, qual o papel do artista no mundo e outras neuroses humanas são alguns dos temas dos textos.

“Desventuras em Série” – Lemony Snicket – Editora Companhia das Letras

A série narra às aventuras de três irmãos que levam uma vida nada fácil. São eles os órfãos Violet, Klaus e Sunny Baudelaire. A trajetória dos irmãos é tão cheia de tragédias que acaba ficando impossível não sentir pena do trio e também rir do humor sarcástico dos livros. A série é composta de treze livros (mas não se assustem, eles são bem finos e dá pra ler vários em apenas um dia) e em 2004 uma adaptação para o cinema dos três primeiros livros da saga foi lançado, trazendo Jim Carey em um dos papéis.

“O Grande Gatsby” – F. Scott Fitzgerald – Editora LeYa

Obra-prima de Scott Fitzgeraldvé o romance americano definitivo sobre os anos prósperos e loucos que sucederam a Primeira Guerra Mundial. O texto de Fitzgerald é original e grandioso ao narrar à história de amor de Jay Gatsby e Daisy. Ela, uma bela jovem de Lousville e ele, um oficial da marinha no início de carreira. Apesar da grande paixão, Daisy se casa com o insensível, mas extremamente rico, Tom Buchanan. Com o fim da guerra, Gatsby se dedica cegamente a enriquecer para reconquistar Daisy. Já milionário, ele compra uma mansão vizinha à de sua amada em Long Island, promove grandes festas e aguarda, certo de que ela vai aparecer. A história é contada por um espectador que não participa propriamente do que acontece – Nick Carraway. Nick aluga uma casinha modesta ao lado da mansão do Gatsby, observa e expõe os fatos sem compreender bem aquele mundo de extravagância, riqueza e tragédia iminente.

“A Graça da Coisa” – Martha Medeiros – Editora L&PM

Tenho que confessar: sou apaixonado pelos textos da incrível Martha Medeiros. Sempre to procurando textos dela na internet e comprando algum dos seus livros. Em “A Graça da Coisa”, Martha fala sobre o amor, o cinema, os relacionamentos, as relações familiares, entre muitos outros temas. São oitenta contos e crônicas pra se apaixonar ainda mais pela autora.