Um texto pra você

Outro dia você reclamou que eu já não escrevia textos sobre você e nós dois. E eu tentei fazer uma surpresa na semana seguinte. Seria o texto da minha vida, o melhor, o mais verdadeiro de todos. Sem ilusões e invenções. Apenas RE-A-LI-DA-DE. Depois de trinta minutos olhando para o word em branco, percebi que alguma coisa estava errada. As frases que me vinham a cabeça, de alguma forma, pareciam não se conectar.

Resolvi então colocar a nossa música. Ao som de Leoni eu só conseguia me lembrar de todos os momentos que vivemos juntos. Os piores e os melhores. O tempo passou tão rápido né? Parece que foi ontem que você se sentou do meu lado em uma aula chata pra perguntar o que estava acontecendo comigo. Eu pensei: Que menino é esse que nem me conhece é quer saber sobre a minha vida? Dane-se, vou contar.

Você gostava das cores do meu cabelo, e eu da maneira com você olhava pra ele. E assim, sem maldade e pressa, nós fomos nos conhecendo. Você com essa mania boba de implicância e eu com minha de decifrar sentimentos. Acho que de tanto me ouvir falar sobre os meus amores, você acabou se tornando um deles.

Foi de uma maneira tão silenciosa, que antes mesmo que eu pudesse admitir, você percebeu. Mas era – quase – tarde demais. E eu soube disso quando vi aquele olhar. Nós nos conhecíamos tanto, que não você não precisava dizer nada. Eu sabia. Não era mais eu, nem meu. Entre lutar ou perder e esquecer, eu escolhi tentar. Deixei as pistas espalhadas, e esperei você me seguir. Sozinha, te olhava de longe em silêncio pra não interferir. Quando fechei meus olhos, sua boca estava na minha. Aquele beijo em Dezembro mudou tudo.

É estranho, mas não consigo mais me lembrar de como eu era antes de você. E me assusta saber que essa eu que já nem conheço mais, está prestes a voltar. Percebe o quanto isso é assustador pra mim? Por isso minhas crises, minhas neuras e minhas lágrimas. Você me faz feliz como ninguém nunca fez, então, eu já sinto sua falta antes mesmo de ir. O tempo não acabou nem vai acabar com meu sentimento.

O amor que eu acredito não é aquele que existe só enquanto dura, o amor que eu acredito – e sinto – existe mesmo depois do fim. Mesmo depois do Adeus. Gosto de acreditar que em alguns meses, mesmo não estando mais juntos, ainda seremos um do outro. Sabe por que? Você me a encontrar a pessoa que eu sou hoje. E isso, te faz mais presente em mim do que qualquer outro cara que eu possa vir a conhecer.

Antes de terminar esse texto, gostaria que soubesse que eu só costumo escrever sobre coisas que quero deixar guardadas em forma de palavras, e quer saber? Ainda não me sinto totalmente pronta pra fazer isso com nós dois.

UPDATE: Para não me tornar repetitiva nos comentários, resolvi atualizar o post e escrever um pouquinho mais para agradecer aos mais de 100 comentários desse texto. Fico muito feliz – muito mesmo – de saber que vocês se importam tanto assim comigo. Escrevi esse texto de coração para o meu namorado, e me senti na obrigação de compartilhar com vocês. Obrigada pelo carinho de ontem, hoje e sempre.

146 comentários