Como lidar com a separação dos pais?

Separação dos Pais

Fins, em sua maioria, doem e deixam marcas e isso todas nós sabemos. Mas por diversas vezes esse término não trata diretamente de nós mesmas, mas deixa conosco uma enorme lembrança. Todas nós já enfrentamos problemas familiares e quando nossos pais resolvem se separar, a situação se torna um pouco mais delicada. Aquele sentimento de dúvida e diversos outros se instalam e deixam a clássica pergunta: O que eu faço agora?

Às vezes não é tão simples entender o que levou a separação e muito menos aceitá-la, mas mais cedo ou mais tarde a gente aprende a conviver e a aceitar mais facilmente toda essa situação. Pode não parecer agora, mas essa talvez tenha sido a melhor escolha a ser feita. É uma nova etapa, um novo (re) começo para todos vocês e (re) começos nem sempre são ruins. Pense que é muito melhor vê-los separados, porém felizes, do que juntos e infelizes em um ambiente que não só afetaria os dois, mas afetaria toda a família também. Tenha paciência e perceba que muito mais que o seu sofrimento, seus pais também estão passando por um sentimento parecido e isso atinge a todos, sem exceção.

Com a separação, vêm as escolhas e algumas delas incluem o fato de decidir com quem morar/continuar. Essa escolha definitivamente não é fácil e só seu coração consegue te responder. Lembre-se que agora, mais do que nunca, eles precisam do seu apoio. Tente mostrar que você está disposta a oferecer nem que seja um ombro amigo para ambos e que preza pela felicidade dos dois (juntos ou separados).

Muitas vezes interpretamos de modo um tanto diferente e quando percebemos, um sentimento bem complicado começa a fazer parte da nossa cabeça e da nossa rotina: o medo. Às vezes, passamos a temer qualquer término na idéia de que nos sentimos tão culpadas, que achamos que qualquer coisa pode chegar ao fim por nossa causa. E eu lhe afirmo com toda certeza: não somos culpadas pela separação e nem por nada que gire em torno disso. Aquela pressão (que sem querer criamos na nossa cabeça), a dúvida e o medo fazem parte e só depende da gente controlar ou não tudo isso. Não é um processo que a gente supera sozinho. Conte com suas amigas, com seus irmãos e com a sua família. Não é uma idéia muito fácil de acostumar, mas nada como o tempo para se encarregar de mostrar que essa foi à melhor escolha a ser feita e que a gente só tinha que aceitar e tentar entender. Não é simples, mas é necessário que você ao menos tente compreender sem magoar nenhum deles. Processos como esse, onde se encerram etapas e partem para um novo início, tendem a vir com uma carga enorme de maturidade e sabedoria e depois a gente olha pra trás e vê o quanto crescemos, de fato, com tudo isso que aconteceu.

O mais importante é: O casamento dos seus pais acabou, mas o amor que eles têm por você não mudou em nada. Você vai ser eternamente filha e agora eles precisam perceber e receber todo amor que você tem por eles. Incondicionalmente e sem diferenças.

25+ comentários