Selagem Térmica e Wish List capilar!

Até quase o fim do ano passado meus “cuidados capilares” não passavam de quinze minutos escolhendo a marca do shampoo e condicionador   – no supermercado – e uma visita semestral no salão de beleza para renovar a escova progressiva da ecosmetics. Com esse ritual, meu cabelo nunca foi tão hidratado, mas também nunca foi tão seco. Era um meio termo que até então me satisfazia.  Eu cortava com navalha, em camadas e desfiado. Um mistura do cabelo da Mari Moon com o da Brookelle McKenzie. Ou quase isso.

Foi em Dezembro que eu tive a ideia torta de fazer a tal técnica que é a “cara do verão”: Ombré Hair. Fui em outro salão (a mulher que faz a escova nunca tinha feito essa técnica, então fiquei com medo de ser a cobaia) e perguntei para a cabeleireira se meu cabelo aguentaria tal química. Ela me garantiu que sim, mas recomendou seis hidratações antes. Ótimo. Paguei e fiz as tais hidratações.   Meu cabelo a cada hidratação ficava mais brilhoso. As meninas da minha sala até perguntavam “Bruna, o que você fez no cabelo?”; Mas, vocês me conhecem. Eu iria até o final.

E fui. E meu cabelo também foi – ralo abaixo.

Ps: Não é porque não deu certo em mim, que eu vou deixar de achar lindo né? A técnica ainda é uma das minhas favoritas. Mas, sair na rua com um cabelo “diferente” e encontrar em cada uma esquina uma garota com o cabelo idêntico, confesso, não é pra mim.

Depois da confusão, de uma cauterização, de um corte de mais palmo, de um milhão de hidratações eu me vi com um cabelo grosso, curto, caindo e com uma raiz crespa nascendo.

Comprei todos os produtos que vocês já ouviram falar e que vendem nessas lojas de cosméticos de interior e supermercados, aqueles mais baratinhos sabe? Pantene, Garnier, seda, bioextratus, Elseve… Enfim, tudo. Nada fazia diferença (depois de duas lavagens) e meu cabelo continuava caindo. Comecei até a tomar arovit, uma vitamina para o cabelo crescer mais forte.

Aproveitando que ontem foi feriado em Leopoldina, resolvi visitar uma cidade vizinha – bem maior que a onde eu moro – chamada Juiz de Fora. Consultei minhas seguidoras de lá, e peguei o endereço dos melhores salões da cidade. Uma ligação aqui, um susto com o preço ali… E lá ia eu em busca de alguém que fizesse um MILAGRE!

Foi aí que eu entrei no Salão Exlusive e conversei com duas cabeleireiras (irmãs) de verdade. Elas me explicaram  muitas coisas e esclareceram várias dúvidas que o google nunca conseguiu me responder. Depois que eu contei toda minha trágica história, percebi que elas já estavam acostumadas com esse tipo de burrada. Eu com toda certeza não fui a primeira nem serei a última garota que quis fazer uma mudança drástica no visual.

O que aconteceu de errado, no meu caso, foi a incompatibilidade da química da minha antiga progressiva com o descolorante. Segundo elas, essa linha da ecosmetics é bem forte e acaba privando a gente de fazer certas loucas no cabelo, como por exemplo, descolorir.

- Adeus sonho de ficar loura!  uahuahuahahuaha

Elas me recomendaram uma selagem térmica, uma espécie de hidratação profunda que acaba alisando os fios!  O produto não tem formol nem amônia, é a base de aminoácidos. Específico para alisar o cabelo de forma suave, oferecendo resultado natural. Restaurando e fortalecendo o fio, mantendo os cabelos lisos por até 3 meses. E a parte mais importante: É Compatível com qualquer tipo de química, podendo ser utilizado em qualquer tipo de cabelo e aceita descoloração.

Com tantas vantagens, me senti na obrigação de pagar os 200 reais e ver se toda essa teoria rolava na prática.

Passo a Passo do Processo:

1) Lavagem com shampoo pré-tratamento

Essa primeira etapa foi fundamental, pois tirou a oleosidade e abriu as cutículas capilares por causa do pH elevado do produto. Ao mesmo tempo, houve um pequeno depósito de proteína para preparar os fios para o processo que eles receberão;

2) Retirada de umidade das madeixas

Antes de aplicar o fluido, foi necessário deixar o cabelo com o mínimo de água possível. O processo se dividiu mais ou menos assim: retirar 20% da umidade com ar frio do secador e outros 80% com ar quente;

3) Aplicação do fluido

Para agilizar o processo e fazer com que o produto renda, ela repartiu o cabelo em 6 partes e que se aplique sempre de 2 em 2 frações horizontais. Como essa linha possui o ácido acético – é necessário o uso de luvas para a manipulação do produto. Por ter uma textura fluida, após espalhá-lo em todo comprimento, foi necessário secar novamente as madeixas e chapá-las para que absorvam o ativo. O produto agiu por 15 minutos e depois enxaguamos novamente.

Nessa etapa vale ressaltar que a temperatura da chapinha foi regulada de acordo com o estado que os meus fios se encontravam: para cabelos sensibilizados e/ou danificados, o equipamento não pode passar dos 180º, enquanto os que estiverem bem hidratados e saudáveis podem ser tratados com chapinha a 230º.

4) Enxágüe, hidratação e finalização

Após o tempo de repouso com o produto nas madeixas, enxaguamos. Ela comentou comigo que não é recomendável deixar a química em contato com o couro cabeludo e os fios por mais tempo do que o indicado, porque isso pode resultar em irritações. O enxágüe potencializa ainda o efeito do princípio ativo e estabiliza o pH alto do shampoo pré-tratamento.

Todo o processo durou certa de uma hora e meia, e eu não senti cheiro forte ou ardência nos olhos (como costumava sentir com a outra marca). Meus cabelos ficaram SUPER brilhosos, lisos e NADA quebrados.  Sabe aqueles pontinhos brancos que marcam onde o cabelo vai quebrar? Antes do processo meu cabelo estava lotado deles, depois, não vi mais nenhum.

IMPORTANTE: Embora pareça fácil com o passo a passo, é indispensável que ele ocorra dentro de um salão de confiança.


( Cabelo depois da primeira lavagem em casa )

Enquanto ela secava o meu cabelo, conversamos sobre vários produtos e ela me deu diversas dicas. Seria egoísmo não dividir isso com vocês né? Para facilitar, eu montei uma Wish List capilar, e vou explicando a importância de cada produto.

Kit Manutenção Pós Selagem Térmica – Quando perguntei sobre o tempo de duração do efeito liso da selagem, ela disse que depende de vários fatores.: A quantidade de vezes que lavo meu cabelo, estado dos fios, os produtos que uso… Segundo ela,  é indispensável o uso de shampoo e condicionador SEM SAL para quem tem químicas fortes no cabelo.  Por mais que eles sejam um pouco mais caros, o investimento vale MUITO a pena. Para durar ainda mais, nada melhor do que produtos da própria marca. Encontrei no site da Cadiveu um kit com quatro produtos por R$132,00.
Outras marcas boas ideais para quem tem química forte: Kerastáse, Bed Head, Matrix, L´Oréal Professionnel…

Pomada Modeladora Avon: Quando ela terminou todo o processo, meu cabelo ficou super liso (eu nunca gosto quando ele fica tão liso assim). Então, ela me recomendou o uso da Pomada para os Bad Hair Day. Passar nas pontas das camadas (só nas pontas, pois o produto é oleoso) e apertar, com a intenção de modelar e deixar o cabelo com cara de salão de beleza. Não lembro a marca que ela usou, mas fazendo uma pesquisa com as meninas do twitter descobri que a mais usada – e acessível – e a da Avon.  No site da Avon tem pra vender por 13,00.

Kérastase Resistance Masque Reconstrutive: Quando perguntei sobre a marca Kérastase, ela confessou que é uma das melhores – e mais caras. Disse que vale a pena o investimento, mas que existem outros produtos mais baratos que têm o mesmo resultado. Já li centenas de resuminhos em blogs sobre essa máscara em especial, todos eles relatam um milagre divino. 148 dinheirinhos no site Beleza Na Web.

O After-Party da Bed Head é o rosinha descolado ideal para você que não quer perder a escova depois da balada. Além de tirar o cheiro forte de cigarro, ele tira o frizz e deixa o cabelo com bastante brilho. Encontrei na lojinha virtual Closet Store por 59,00!

Power Repair B: Já usei esse micro vidrinho e juro, ele rende e dá resultado. Ele funciona como uma recarga de ceramida bio-mimétric para reforçar a coesão do cimento intercelular.  Os três vidrinhos com 10ml cada por R$42,00 no site Beleza na web.

Eu sei que quando não se trabalha ou ganha mesada fixa, pode ser mega difícil convencer a mãe (ou quem costuma comprar esse tipo de coisa pra você) a comprar produtos caros como esses.  Pra quem tá acostumada a pagar menos de 15 reais em cosméticos é difícil fazer essa transição. A solução? Junta dinheiro por um tempo, compra e deixa sua mãe usar. O resultado será tão maravilhoso que tenho certeza que ela comprará da próxima vez.

Para quem é de Juiz de Fora e região, o endereço e o contato do salão:

EXCLUSIVE
Fone: (32) 32172216
Rua Espírito Santo, 875, Centro
Juiz de Fora, Minas Gerais

 
147 comentários