Os significados das tattoos de Cara Delevingne

tatuagens-da-cara-delevingne

Faz tempo que não falamos sobre tattoos por aqui, né? O post hoje pode te inspirar a fazer a sua ou até mesmo tirar a curiosidade sobre como são as tattoos das famosas! Que tal dar uma olhada nas tatuagens de Cara Delevingne, protagonista do novo filme baseado no romance de John Green, o Cidades de Papel? A modelo e atriz de apenas vinte e dois anos de idade já estampou diversas revistas de moda e já foi o principal rosto de várias marcas famosas. Por isso ela coleciona um monte de tatuagens diferentes com diversos significados, começando por esse leão no dedo indicador que já aparece na foto que ilustra esse post!

tatuagens-da-cara-delevingne-2

CJD: Tatuado em sua mão direita, Cara tem as letras “CJD” em letra cursiva. O significado? São suas iniciais, de Cara Jocelyn Delevigne. Além de tê-las nela mesma, ela ainda tatuou as mesmas iniciais dentro de um coração na perna de seu tatuador. MADE IN ENGLAND:  Em julho de 2013 ela tatuou a frase para simbolizar o lugar onde nasceu e que ama muito. Dá para ver que ela adora firmar sua própria identidade em si mesma, né? E que tal o lugar, na parte inferior do pé? Pois é, e ela não tem somente uma tattoo nesse local! No outro pé ainda tem a palavra Bacon. Dá para acreditar?  PANDORA: No interior de seu bíceps ela ainda tem o nome de sua mãe, Pandora Delevingne, ex chefe de compras da Selfridges e considerada uma it girl nos anos 80.

tatuagens-da-cara-delevingne-3

XII: O 12 em numerais romanos foi a quinta tatuagem dela e representa o seu número da sorte. Olha só que legal: Essa tattoo foi feita por um tatuador brasileiro! DIAMANTE E ESTRELAS: Primeiro ela tatuou uma constelação por volta de sua orelha. Em conjunto, elas representam a constelação do cruzeiro do sul e simbolizam o nosso país. Isso mesmo, foi em homenagem ao Brasil! Algum tempo depois ela ainda tatuou um diamante, sem dar depoimentos a respeito do significado. Muita gente acredita que foi feita em homenagem a Rihanna e sua turnê Diamonds World Tour em que ela esteve presente.  SILENCE: No pulso ela tem a palavra silence, vinda da frase “O silêncio fala quando as palavras não podem”. Verdadeiro e bonito, né?

tatuagens-da-cara-delevingne-4

DD: Junto com sua amiga Jourdan Dunn, também modelo britânica, em 2014 Cara fez as letras “DD” na cintura. Acredita-se que seja porque as duas possuem sobrenomes iniciados pela mesma letra.  BREATHE DEEP: Em seu bíceps direito ela tem a frase “Respire fundo”, feita em tinta branca. O efeito desse tipo de tatuagem é bem diferente e vem conquistando cada vez mais adeptos no mundo das tattoos. Vale lembrar que se você quiser uma desse jeito algum dia, é importante buscar um tatuador que tenha experiência com esse estilo, tá? POMBA E CORAÇÃO: Ainda seguindo a mesma linha de tatuagens em branco, ela fez uma pombinha no dedo indicador, sem significado conhecido. Mas sabemos que a pomba simboliza paz, pureza e simplicidade, então pode ser que seja por alguns desses motivos. Ela também tem um coração vermelho muito fofo no dedo mindinho!

tatuagens-da-cara-delevingne-5

YANTRA: Em suas costas Cara tem uma tatuagem Yantra, também chamada de Yant Sak, uma forma de tattoo praticada em países do Sudeste Asiático. Ela simboliza proteção e boa sorte. DON’T WORRY, BE HAPPY: Embaixo do busto ela também tem a frase “Não se preocupe, seja feliz” inspirada da música de Bob Marley. Ainda no mesmo local, mas um pouco mais para a direita ela ainda tem um simbolo do brasão da sua família. AC:  Por ultimo, ela ainda tem as letras AC no dedo mindinho, mas o significado é desconhecido. Rumores dizem que é para Annie Clark, cantora e compositora americana!

Muitas tatuagens diferentes, né? O mais legal é que ao ver tantas possibilidades dá para abrir a cabeça e pensar numa que combine de verdade com a gente e pensar melhor no assunto. Gostou de alguma delas? Achou alguma maluquinha além da conta? Conta pra gente nos comentários!

49+ comentários

Vídeo: primeiros dias em Londres

primeiros-dias-em-londres

Quem me segue nas redes sociais já sabe, mas não custa lembrar que a viagem pra Londres com a Kipling + a leitora que venceu o concurso da marca está rolando nesse exato momento. Isso significa que estou do outro lado do oceano gravando muitos vlogs especiais pra vocês. Alguns deles já estão disponíveis lá no canal do Depois Dos Quinze no Youtube. Todo mundo aí já assistiu?

Quer acompanhar o VEDA em tempo real? Então inscreva-se no canal do blog. É grátis, você recebe notificações de novos posts e assiste o conteúdo antes de todo mundo.

Por:
Categorias:
Tags:
22+ comentários

Você sabe o que é calça Jogging?

como-usar-calca-jogging

Com o friozinho voltando não dá a maior vontade de sair de casa de pijama? Fala a verdade, eu sei que você já pensou nisso! Para quem fica com essa preguiça doida de colocar jeans, legging ou meia calça, que tal investir em uma calça que é mais confortável do que essas opções e lembra muito a calça de pijama? Ok, brincadeiras a parte, as Calças Jogging são lindas e despojadas, mas não tão qualquer coisa como um pijama, né?! Elas ficam legais porque podem ajudar a compôr looks mais elegantes quando combinadas com outras peças mais requintadas, com nenhuma impressão de desleixo. É sério, fica bom mesmo! Na primeira olhada você até pode pensar que esse estilo combina mais com sofá + pipoca + brigadeiro, mas que tal dar uma chance para as Joggings com essas inspirações super bonitas?

como-usar-calca-jogging-2

As calças cinzas são as mais tradicionais, originalmente de moletom, vieram direto da moda da academia. Notou o que os três looks tem em comum? A sandália! Modelo strap on, com a fitas finas. Deixa sua produção com um aspecto mais elegante, em que você pode optar por concluir com um maxi colar, um colete ou camisa, ou pequenos acessórios, como as pulseiras que aparecem no segundo look. A cartela de cores pode ficar entre o preto e o branco para não sair do básico ou dá para apostar num tom mais marcante como o vinho, assim como na terceira foto.

como-usar-calca-jogging-1

Outra combinação infalível é com scarpin nude, que deixa uma impressão de alongamento por muitas vezes necessária. Combine com t-shirts com frases para dar um foco maior na parte de cima do look ou coloque um maxi colete, assim como o segundo look que combinou com calça de couro, top estampado e sapato do tipo mule.

como-usar-calca-jogging-3

As calças estampadas também tem vez! Você pode combinar com cropped top e blazer, tshirt estampada ou até mesmo com uma blusa básica e jaqueta de couro. Cuidado com o sapato: A calça já passa a impressão de bastante informação, então dê preferência para calçados num tom básico ou até mesmo o scarpin nude que vimos anteriormente. Combinar com tênis pode ser uma boa, mas preste atenção no resto da combinação para não deixar o look muito despojado.

como-usar-calca-jogging-4

Os tornozelos geralmente ficam à mostra, mas não é regra. Também podemos encontrar calças um pouco mais longas que também ficam muito legais, principalmente no modelo estampado. Outras ideias de looks aparecem bastante combinando com preto e branco, deixando a graça toda da produção somente para a calça e com o acréscimo no máximo de um colar.

Se quiser comprar é só dar uma passada na Pernambucanas, que está como uma coleção recente com calças do tipo, ou até mesmo na Topshop e outras Fast Fashions. Online encontramos na Dafiti, Posthaus e CapitolliumE aí, usaria ou não? Conta pra gente nos comentários!

34+ comentários

Os seriados médicos que você precisa assistir!

series-medicas

Como vocês amaram o post sobre seriados jurídicos, decidimos fazer uma versão só com séries médicas. Isso mesmo! Não é de hoje que tramas que mostram a rotina de médicos e enfermeiros em hospitais ou clínicas vem fazendo sucesso na TV. Pensando nisso, selecionamos 17 seriados, alguns clássicos do gênero e outros novos, que vocês precisam conhecer e assistir.

Greys Anatomy

Impossível fazer um post sobre seriados médicos e não citar Greys.  A trama protagonizada por Ellen Pompeo, a interprete da Dra. Meredith Grey, residente do fictício hospital cirúrgico Seattle Grace. A série é focada nela e seus colegas, também internos: Cristina, Izzie, George e Alex, mostrando suas vidas amorosas e as dificuldades pelas quais passam no trabalho.

Nurse Jackie

Eu sou apaixonado por essa série e seu elenco incrível. Pra quem ainda não conhece, a trama segue a vida de Jackie, uma das enfermeiras mais dedicadas aos pacientes do hospital onde trabalha. Entre um caso e outro, muitas vezes, ela precisa passar por cima da diretoria e das regras do hospital, além de ter que lidar com a excentricidade ou incompetência dos médicos à sua volta. Quando não está trabalhando, a enfermeira precisa lidar com sua problemática família e seu vício por remédios.

Hart of Dixie

Rachel Bilson, a eterna Summer de The O.C, retornou a TV como protagonista dessa série que é uma das mais fofas da atualidade e que teve seu final há poucos dias. A trama é a seguinte: depois de perder uma promoção em um importante hospital de Manhattan, e ver seu noivo trocá-la por sua melhor amiga, Zoe decide mudar-se para a cidade de BlueBell, onde lhe ofereceram um emprego. No entanto, ao chegar à cidade, descobre que a pessoa que lhe ofereceu o emprego morreu, deixando para ela parte de uma sociedade em uma clínica. Zoe decide se estabelecer no local e exercer sua profissão. No entanto, enfrenta a oposição de seu sócio, Brick Breeland, o único médico da cidade, que não aceita sua presença. Entre os moradores com quem ela precisa se relacionar estão Wade, seu vizinho, um jovem músico que toca em uma banda; Lemon Breeland, uma jovem da sociedade local que se dedica a manter viva a história e a tradição da região; George, um advogado e noivo de Lemon; Lavon Hayes, o prefeito da cidade, ex-jogador de futebol, que empresta uma de suas casas para Zoe morar. O mais legal é que Hart of Dixie não é aquela típica trama médica, pois boa parte dos episódios focam nas situações cômicas que Zoe acaba se metendo e sua bagunçada vida amorosa.

E.R

Grande sucesso de crítica e de público, “E.R.” ou simplesmente “Plantão Médico”, como ficou conhecido nos anos 90, trata do cotidiano da emergência de um hospital público de Chicago, visto sob a ótica dos médicos e enfermeiros que trabalham ali. Os conflitos profissionais e as histórias dos pacientes atendidos no pronto-socorro misturam-se aos dramas pessoais dos médicos no seriado. A série é considerada a “mãe” dos vários seriados médicos que surgiram depois.

House

O Dr. Gregory House, interpretado pelo Hugh Laurie, é um infectologista e nefrologista que se destaca não só pela capacidade de elaborar excelentes diagnósticos diferenciais, como também pelo seu mau-humor, cepticismo e pelo seu distanciamento dos pacientes, comportamento anti-social, já que ele considera completamente desnecessário interagir com eles. A trama passa-se boa parte em um hospital, onde Dr. House precisa lidar com diferentes casos a cada novo episódio.

Emily Owens, M.D.

O seriado estrelado pela Mamie Gummer, filha de Meryl Streep, une dois gêneros: o drama médico com o drama escolar. Na história, Emily é uma médica recém formada que começa a trabalhar em um hospital onde reencontra alguns dos seus antigos colegas. Mantendo o mesmo comportamento infantil de quando eram adolescentes, eles transformam os corredores do hospital nos corredores da escola. Trabalhando no Denver Memorial Hospital, a dra. Emily tem como colegas a famosa cardiologista Dra. Gina Beckett, Will Ridere, por quem era apaixonada na faculdade, e Cassandra Kopelson, sua rival na época.

Saving Hope

A série gira em torno da vida de Alex Reid, médica do Hope-Zion Hospital em Toronto, e noiva de Charlie Harris, chefe de cirurgia. Quando Charlie entra em coma, Alex se une ao cirurgião Joel Goran (interpretado pelo Daniel Gillies, o Elijah de “The Vampire Diaries” e “The Originals”) para mantê-lo vivo enquanto buscam encontrar uma forma de trazê-lo de volta. Enquanto isso, o espírito de Charlie vagueia pelo hospital, preso entre dois mundos, tendo como companhia as almas daqueles que morrem no local, mas já estão de partida para o além.

Private Practice

O spin-off de “Grey’s Anatomy”,  mostra como é a vida da Dra. Addison Montgomery, que deixou para trás o Seattle Grace Hospital, e toda sua antiga vida, mudando-se para Santa Monica. Na nova cidade, Addison reencontra um casal de amigos da faculdade. Eles acabaram de se separar e a convidam para trabalhar na Oceanside Wellness Center. Nesta clínica particular, ela vai conviver com um atraente especialista em medicina alternativa, um pediatra que tem vários casos amorosos, um ginecologista que não entende nada de mulheres e uma terapeuta que tem dúvidas sobre os benefícios de sua profissão. Felizmente, na sua vida profissional de médicos, todos são dedicados e bem-sucedidos – na sua vida pessoal é que eles precisam de ajuda.

The Knick

A trama acompanha a vida de médicos e enfermeiras que trabalham em um conhecido hospital no ano de 1900 em Nova Iorque. Enfrentando as barreiras morais de sua época, a equipe médica liderada pelo Dr. John W. Thackery (interpretado pelo Clive Owen) explora novas técnicas com o objetivo de ampliar os horizontes da medicina. Além das novas tecnologias, a série também tratará de temas como o preconceito racial, os direitos das mulheres, a imigração, as diferenças de classes sociais, a corrupção e a dependência de drogas.
A Young Doctors Notebook

Estrelada por John Hamm (protagonista da aclamada “Mad Men”) e Daniel Radcliffe (o nosso eterno Harry Potter), a serie mostra seu personagem principal em duas fases diferentes da sua vida. É que lendo seu antigo caderno de anotações, o médico Vladimir Bomgard (Hamm) relembra sua juventude quando, com 25 anos, chega à cidade rural de Muryovo para exercer sua profissão. Assim, ele retorna a 1917, nas vésperas da revolução russa, onde encontra a si mesmo (Radcliffe), um jovem recém formado, passando pelas dificuldades do primeiro emprego.

Childrens Hospital 

A série segue a vida do Dr. Blake Downs, um médico incompetente, mas com boas intenções. Ele acredita que o melhor remédio para curar um paciente é o riso. Por isso, usa uma máscara de palhaço improvisada, com a qual percorre os corredores de um hospital infantil contando piadas impróprias e muitas vezes sem graça. Os demais médicos não são exemplos para nenhum de seus pacientes.

Royal Pains

Hank Lawson é o melhor cirurgião que já passou pelos hospitais da elite de Nova York. Um futuro brilhante, uma vida tranquila, se não fosse por um pequeno detalhe: ao salvar a vida de um garoto de rua não pode salvar um dos curadores do hospital. Depois disso, todas as portas se fecham e agora Hank precisa de um novo recomeço: Os Hamptons. Num mundo de milionários, Hank acaba se tornando a “estrela” daqueles que não querem hospitais, e sim, “médicos particulares”.

Miami Medical

Drama médico sobre os cirurgiões que atuam em uma sofisticada emergência traumatológica em Miami. O seriado gira em torno de um grupo de cirurgiões que trabalham em um hospital de elite.

The Mob Doctor

A história narra à vida de Grace Delvin, uma médica cardiologista que para salvar seu irmão Nate, um rapaz endividado, é forçada a auxiliar membros da máfia de Chicago. Assim, durante o dia Grace atende no Roosevelt Medical Center, realizando transplantes e atendendo seus pacientes. Durante a noite, e em outros horários alternativos, ela precisa atender os membros da máfia, removendo balas, escondendo evidências ou simplesmente tratando de alguma doença.

Scrubs

Exibida de 2001 a 2010, Scrubs se diferenciava pelo humor e pela forma leve de tratar temas sérios da medicina. Além disso, satirizava algumas figuras recorrentes no ambiente hospitalar. Na série, o Dr. J.D. Dorian narrava as suas experiências e as de seus colegas como residentes do hospital Sacred Heart, sempre de maneira bem humorada.

 The Night Shift

O seriado é um drama médico no qual um militar que atuou no exterior retorna aos EUA, onde passa a trabalhar no turno da noite de um hospital de San Antonio. TC Callahan é o líder da equipe médica. Utilizando métodos pouco ortodoxos, ele costuma bater de frente com seus superiores.

Red Band Society

Misturando comédia e drama, a história da série gira em torno do dia a dia de adolescentes de um hospital, que logo se tornam improváveis amigos.  A profundidade das amizades inesperadas permite que eles sobrevivam aos desafios de crescer nessas circunstâncias tão intensas dentro de um hospital.

Agora contem nos comentários quais são os seriados médicos preferidos de vocês.

25+ comentários